escritas com a etiqueta "nos anos sessenta era assim".
17:30
sábado
29 dez 2012

twiggy
para mal da humanidade, um dos ícones dos anos sessenta foi esta senhora (menina?) que tinha 1,67m, 42 kg e as medidas 82-59-82.



o seu nome verdadeiro é lesley hornby e foi lançada pelo fotógrafo nigel john davies mais conhecido por "justin de villeneuve" (aposto que era ele que escolhia as cortinas e as flores lá para casa). ela ficou conhecida por twiggy porque "twig" significa "pau fininho" na língua dos bifes.

infelizmente foi esta referência que o mundo da moda herdou e eu tenho duas teorias: a mais consistente é que já havia bichanice no mundo da moda quando os beatles eram novos (ou seja, não tem a ver com o gosto masculino, é antes uma forma de arte distorcida tal como os quadros do picasso). a outra teoria é que com modelos assim não se gasta muito tecido e os vestidos ficam mais baratos (digamos que elas podem comprar roupa na secção de criança da zara)

esperemos que esta moda seja ultrapassada (ou, como diria o grande sábio, que passe de moda)

 
rui duarte
06:14
sábado
15 dez 2012

etta james - Something´s Got A Hold On Me (1962)


 
rui duarte
22:49
quinta-feira
18 out 2012

lindo..!!


 
palmira maria
15:41
domingo
07 out 2012

multitarefas


 
palmira maria
03:25
domingo
02 set 2012

dark shadows


comecei agora mesmo a ver o filme mais recente do tim burton e descobri que foi baseado numa série dos anos 60 que já teve direito a recauchutagem no início dos anos 90. não fazia ideia.



já agora, parece que o filme vai ser muito bom, deixo-te a música do início, só para ti:



nota estranha:
enganei-me a escrever um termo de pesquisa e descobri que existiu um tom burton que foi lutador profissional entre 1987 e 1997. morreu em 2010 com 46 anos

e... em relação à branca de neve e o caçador, já vi e corresponde mesmo ao que tenho ouvido dizer, que a kristen stewart é um real erro de casting mas... não conseguiu estragar este filme!



mantiveram os anões e a maldade da rainha mas o conto foi completamente alterado, tem pormenores inesperados, está bem feito (eu gostei) e a branca de neve é uma trinca espinhas que não sabe o que é uma expressão facial.

acho que nunca me tinha acontecido desejar que o mau (neste caso a rainha má) ganhasse a luta final do filme (quando veres o filme vais perceber, acredita em mim)

 
rui duarte
12:52
sábado
25 ago 2012

lá foi o número um
Faleceu esta madrugada, aos cem anos, José Gonzalez de Oliveira, sócio número um do Benfica.



O sócio número um dos encarnados estava numa casa de repouso, em Torres Novas e, em setembro do ano passado, foi visitado por Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, no dia em que comemorou cem anos.

(esta fantástica notícia foi retirada de "a bola", o jornal oficial do benfica)

olha a cara de desespero do homem, desde que se foi o salazar que não vê "um benfica à benfica"

 
rui duarte
23:33
sábado
18 ago 2012

fiquei a conhecer num dos episódios de Madmen, esta é a versão original da sra Gillian Hills, nasceu o Egipto mas passou a vida ao pé dos franceses, cantava e representava e ainda está viva!


esta é a versão Madmen, pela sra Jessica Pare e nova esposa do joão fiambre mas só na ficção:



 
palmira maria
07:34
sábado
18 ago 2012

where eagles dare (1968)
quero mesmo ver este filme mas tem que ser numa altura em que não haja rigorosamente nada para fazer e assim apreciar este "good-old-american-kill-the-nazi-movie" ("águia atrevida" é obviamente uma referência ao espírito de combate dos americanos que acordam uma manhã e decidem ganhar a segunda guerra mundial, ahah)



a loucura pelo filme surgiu depois que comecei a descobrir que quase todas as músicas de uma das minhas bandas de eleição na adolescência, the misfits, foram inspiradas em filmes ranhosos (conhecidos como "série B") e um dos seus maiores sucessos é exactamente "where eagles dare"



e está quase tudo dito, falta referir os actores clint eastwood e richard burton e dizer que deve ser uma grande seca de filme e que já perdeu o seu brilho ao longo de tantos anos, mas eu gosto deles assim.

nota hertziana:
eu acho que nunca vi este filme mas é bastante provável que o reconheça dos tempos de infância numa sessão da tarde na rtp madeira.
falando nisso, este canal regional vai passar a abrir às cinco da tarde devido a cortes no orçamento (e tenho a dizer que isto nem no tempo do salazar a mentalidade era tão rasca, eu gosto do que "é meu"... ou melhor, não é meu mas é como se fosse)

 
rui duarte
15:01
segunda-feira
18 jun 2012



 
rui duarte
22:03
quarta-feira
16 mai 2012

bonne nuit


jane birkin et serge gainsbourg - je t´aime (1969)
 
rui duarte
00:06
sábado
14 abr 2012

Hurra!
a ditadura de direita mais longa de sempre foi a portuguesa (1928-1968)!


 
palmira maria
23:08
terça-feira
10 abr 2012

banana (com surpresa)




"the velvet underground and nico" (um dos álbuns preferidos de sempre... de 1966)

 
rui duarte
11:55
terça-feira
03 abr 2012

a minha mãe diz que os beatles eram feios
(e tenho a certeza que referia-se principalmente ao ringo starr...)



esta não foi a minha escolha original para "música de bom dia", tinha escolhido "Lucy in the Sky with Diamonds" e ia escrever sobre as iniciais da música e também da descoberta do senhor albert hofmann, "lysergic acid diethylamide" (mais conhecido por LSD ou, vulgarmente, "ácido")

este senhor nascido na suíça via tudo às cores desde a sua descoberta nos anos 30 (declaradamente) e apesar disso morreu há apenas 4 anos com 102 anos e bastante lúcido.

os beatles eram grandes apreciadores assim como outros criativos/visionários bastante conhecidos que estão por trás de grandes obras e invenções (ultimamente tem-se falado muito no senhor steve jobs, um ganancioso que morreu multi-milionário)

esta música estava nos vídeos relacionados da minha escolha original (bastante colorida) e lembrei-me do filme dos beatles com o mesmo nome ("help") que vi quando era criança. deve ter sido mais ou menos aí que comecei a gostar deles.

 
rui duarte
13:48
domingo
01 abr 2012

"casino royale" (1967)
eu achei bastante engraçado mas não me lembro bem porque passaram-se muitos anos. deixo o trailer como prova que (até) o woody allen já foi o james bond:



este é um filme inspirado nos livros escritos por ian flemming sobre o agente secreto mais famoso do mundo (só por si uma contradição), mas como não foi aprovado por quem fez os outros filmes todos tornou-se o "filme não oficial do james bond".

nota:
pelos vistos qualquer um pode ser o james bond

 
rui duarte
17:53
domingo
25 mar 2012

pão de forma




um dos meus preferidos.

 
rui duarte
23:25
domingo
18 mar 2012

o casório dos meus papás


 
palmira maria
22:09
domingo
18 mar 2012

já não se fazem assim


o croissant estava bom mas o empregado era mal criado!

 
palmira maria
 
escritas com a etiqueta "nos anos sessenta era assim".
 
1 2
 
(página...)
 
etiquetas:
escritas: 2324

rui duarte

palmira maria