escritas com a etiqueta "os ensinamentos que vos deixo".
23:22
quinta-feira
28 mar 2013

casais desiguais


afinal não é só quando ela é mais alta que "fica feio" (digo eu). este é o shaquille o´neal, um antigo jogador de basquete, e a sua esposa.

aquilo nem deve dar jeito...

 
rui duarte
15:06
terça-feira
26 mar 2013

truques corporais


1 - se tiveres comichão na garganta, o melhor é coçar a orelha. quando os nervos no ouvido são estimulados, criam um relexo na garganta que provoca um espasmo muscular no pescoço e acaba com a comichão.

2 - se estiveres num sítio com barulho e for complicado ouvir o telemóvel é melhor utilizar o ouvido direito que consegue apanhar melhor o discurso, ao contrário do ouvido esquerdo que apanha melhor a música.

3 - se estiveres à rasca para cagar e não houver casa de banho nas redondezas, pensa em sexo. o cérebro distrai-se do chamamento da natureza.

4 - se tussires quando apanhas uma injecção, a pressão no canal da espinha aumenta e a dor que tenta viajar até ao cérebro é atenuada.

5 - desentope-se o nariz ou liberta-se pressão na sinus pressionando a língua contra o céu da boca e depois pressionando um dedo entre as sombrancelhas. bastam 20 segundos

6 - se fores para a cama muito cheia (de comida) é melhor dormir sobre o lado esquerdo do corpo porque assim o estómago fica mais baixo que o esófago e não há "retorno" de ácido.

7 - diz que se consegue atenuar uma dor de dentes esfregando gelo nas costas da mão, entre o polegar e o indicador. assim consegue-se bloquear a zona do cérebro responsável pela dor na zona da boca

8 - se o quarto estiver a rodar depois de uns canecos é recomendado pousar a mão em alguma coisa estável, uma parede por exemplo. o álcool dilui o sangue numa zona do ouvido chamada cúpula, que tem como responsabilidade o equilíbrio, e a mão apoiada dá mais uma referência ao cérebro

9 - consegue-se parar sangue do nariz com algum algodão debaixo do lábio abaixo do nariz. muito do sangue provém da parede de cartilagem nessa zona e pressionar aí impede o vazamento.

10 - se o ritmo cardíaco estiver acelerado pode-se soprar com força no polegar (faz-se como os bebés que chucham no dedo e sopra-se). o nervo "vagus" controla os batimentos cardíacos e a respiração faz o resto.

11 - se for preciso prender a respiração debaixo de água durante um bocado, em vez de encher os pulmões antes de mergulhar mais vale hiperventilar e armazenar vários fôlegos curtos. assim o cérebro pensa que tem muito mais oxigénio disponível e consegue-se em média 10 segundos extra.

12 - quando aparecem dores de cabeça por comer gelado (o tal "brain freeze" que se ouve falar nos filmes) tem que se pressionar o máximo de área da língua contra o céu da boca. isto porque o céu da boca está gelado e o cérebro reage porque pensa que é o corpo todo

13 - se a mão ficar sem circulação, abana-se a cabeça de um lado para o outro e a mão volta ao normal em menos de um minuto. normalmente a zona dos braços fica dormente porque os nervos do pescoço ficam comprimidos

14 - para parar os soluções diz que basta pressionar o polegar e o indicador sobre as sombracelhas... eu não posso experimentar porque não tenho soluços há muito tempo.

 
rui duarte
15:23
quarta-feira
20 mar 2013

mentalidades
as capas da bola nos últimos dias reflectem um fenómeno social qualquer, ou não fosse o benfica "o clube do povo" (ou das massas, como lhe quiserem chamar).

e escorregão do porto contra o marítimo no domingo e a victória folgada do benfica no mesmo dia resumem a história.
o facto de lhes faltarem jogos teoricamente mais complicados do que os do porto e ainda jogarem contra esta mesma equipa (o seu adversário directo ao título) não conta para nada agora que estão com uma vantagem de 4 pontos... e eu já ouvi muita gente a dizer com toda a convicção que o título está ganho (é bem, não é?)

primeira página do jornal não-oficial do benfica de ante-ontem:



capa de ontem:



capa de hoje:



ou seja (aqui vem a moral da história), primeiro a festa, depois a euforia e, finalmente, a (falsa) humildade (porque entretanto lembraram-se que as coisas ainda podem dar para o torto e depois ficam mal na fotografia)

agora quero mesmo que o benfica se espalhe até ao fim do campeonato porque eu também sou um habitante deste país pobrezinho em moral e tenho que fazer justiça a essa circunstância

(resumindo, mais do que querer que a minha equipa ganhe, quero que os outros se lixem porque merecem, e não devia ser assim)

 
rui duarte
11:44
domingo
10 mar 2013

Maurits Cornelis Escher, alhambra e tesselação
para começar, uma definição retirada da wikipédia:

"tesselar é cobrir uma superfície com um padrão de figuras planas, de modo que não existiam nem espaços entre elas, nem sobreposições, ou seja que o seu tamanho total seja igual ao espaço particionado. a palavra parece ter origem na palavra latina, tessela que é uma pequena peça cúbica de barro, ou vidro usada para fazer mosaicos"

os seguintes "mosaicos" estão nas paredes do complexo palaciano de granada, mais conhecido como alhambra e são exemplos típicos de tesselação:



há muitas destas decorações no palácio e é uma das principais razões porque é conhecido.



uma curiosidade é que na complexa engenharia de software moderna usam-se estes padrões para resolver problemas complicadíssimos.

e a real curiosidade é que desde miúdo adoro as ilustrações de um holandês meio louco que se chamava senhor escher. e descobri há relativamente pouco tempo que foi nestes padrões engenhosos que ficou a conhecer numa visita a alhambra que obteve inspiração para o que fez toda a vida e fez com que fosse conhecido. a sério, adoro estas coisas:



(o primeiro não tem muito a ver com esta publicação, é um auto-retrato do autor que também adorava perspectivas)



(este do peixe que se transforma em pato, ou vice-versa, é um dos seus trabalhos mais simples, mais bonitos e mais famosos)



(os trabalhos foram-se tornando mais complexos e começaram a fugir do papel, este é o "espelho mágico")



(não sei o título deste mas o que se vê no caderno, de onde saem as lagartixas, é um painel muito conhecido deste senhor)

finalmente, o meu preferido (e o de muita gente), a mão que desenha a mão:



lembro-me que sempre que ia a uma feira de livros e encontrava alguma coisa do senhor escher não ia embora sem o comprar (a não ser que fosse um livro de ricos, daqueles que custam pra cima de um ror de dinheiro). tornou-se uma espécie de vício e lembro-me que a última coisa que comprei foi um livro de postais (que entretanto despegaram-se todos) que tinha uma ilustração lindíssima na capa, a do peixinho no pântano (o seu título é "três mundos"), muito bonito:



não resisto a deixar mais alguns exemplos e provas que o homem era meio doido:







passou a vida inteira a fazer destas coisas (outro facto interessante é que estas ilustrações eram feitas em litografia - gordura em cima de uma pedra lisa - ou xilografia - relevos na madeira, como se fosse um carimbo)

desconfio que já conhecias estes desenhos, há muitas referências no cinema e toda a cultura moderna. e eu gosto destas coisas.

 
rui duarte
17:02
quarta-feira
20 fev 2013

a história da música


vídeo muito bem feito, interessante e didáctico (digo eu)

 
rui duarte
15:03
domingo
17 fev 2013

a solução (2x2x2)


porque já me estou a passar (teoria: todos os problemas complicados têm uma abordagem lógica e racional que os torna simples e "lidáveis")

 
rui duarte
15:08
sábado
16 fev 2013

quem é a li bingbing?
afinal a mulher que usou o mesmo modelo de vestido verde (da marca gucci) que a katy perry na entrega dos prémios grammy tem nome: li bingbing



é uma chinesa com 39 anos (não parece). ganhou prémios de música e é uma actriz muito popular na china. além disto é embaixadora da boa vontade, embaixadora pela defesa dos animais e da terra e também embaixadora da cultura koreana na china.

depois das apresentações (que a "prima" da zooey deschanel não precisa) começou o debate e as postas de espada: a quem é que o vestido fica melhor?
há quem diga que o aspecto da katy perry é bem mais apelativo (pois, parece conversa de homem, não é? lá vieram as feministas e os direitos dos animais) e muitos dizem que a amarela tem muito mais classe e que a americana usou vários números abaixo para lhe saltarem as mamas (porque a porca não tem cérebro).

tenho a dizer que um estudo recente comprovou que as mulheres com mais curvas têm um QI mais elevado mas, como sempre, estes estudos são mal explicados e esquecem-se de dizer que se pode (ou não) aplicar esta conclusão a mulheres da mesma raça que estejam nas mesmas circunstâncias expostas aos mesmos factores e, já agora, que ter curvas não é ser gorda (senão a fanny da casa dos segredos era um génio).

tirando as polémicas de internet incitadas pela falta de esclarecimento, com ou sem vestido e estudos à parte... ficamos na mesma.


nota amarela com pouco a ver:
hoje também descobri que o jackie chan é um popularíssimo cantor pop na china, com mais de 20 discos lançados (uma espécie de tony carreira daquelas bandas), também tem uma grande empresa, muito bem sucedida, que fabrica fatos com corte chinês (isto eu já sabia) e o seu próprio restaurante onde ele também dorme (parece mentira ou piada mas é mesmo verdade... vi numa entrevista dada por ele que dorme na cozinha tal como todos os chineses que têm restaurantes)

 
rui duarte
12:31
segunda-feira
04 fev 2013

starbucks e um "vício"


a cena do talão de hoje dar um desconto de 50% numa bebida amanhã é muito inteligente mas estou mesmo a ver o esquema. mesmo que uma bebida que custa 3 euros e pouco (o café mocca, no copo mais pequeno) fica a mais que um euro e cinquenta, que é imenso para uma porcaria de um café com leite, chocolate e chantilly.

a cena é que no primeiro dia pago os três euros e daí para a frente obrigam-me a ir lá todos os dias para manter o desconto de 50% que mesmo assim lhes dá um lucro enorme. se falhar um dia que seja tenho que voltar a pagar o preço de uma bebida (que pode custar apenas um euro).

por qualquer razão senti-me enganado ou manipulado... e não gosto da sensação mas enquanto me lembrar não volta a acontecer.



outra coisa:
todas as imagens que encontrei de copos do starbucks com um nome escrito não têm smiley (mais uma coisa muito estúpida que anda para aí à solta, porque é bem mais fácil escrever um sorriso do que o fazer, mesmo que seja falso)
nunca me tinham feito smileys nos copos do starbucks e posso dizer que disso gostei mas fiquei a pensar que é uma cena de cascais.

ia-me esquecendo do "vício" no título:
porque é que é "bem" tomar café numa rede de café norte-americana? porque o café sabe bem melhor ou porque somos muito bem tratados?... acho que não, porque nem toda a gente está disposta a pagar por um café inflacionado que se baseia numa imagem.
a falar verdade, senti-me mal naquele espaço cheio de pessoas normais que se transfiguram assim que adquirem o poder de se sentar naqueles sofás e tendem a fazer-se da casa porque "estão à vontade" (é um hábito?)

okay, reservo-me o direito de não me expor a estes pensamentos. não quero um mundo assim para mim.

 
rui duarte
12:02
segunda-feira
04 fev 2013

"lol" em voz alta
ouvi mesmo agora vindo de um adulto e... ora... "lol" significa "laughing out loud" e consta do dicionário INGLÊS desde março de 2011.



já de si é estúpido compactar uma frase nas suas iniciais mas usar esse acrónimo (mesmo que seja no papel ou na internet) é mais grave ainda, sinal que o mundo anda a perder faculdades que se calhar nunca teve.

sugestão:
arranjar acrónimos para a internet em português que também dão para dizer em voz alta, por exemplo, "JEF" de "já estou farto!" ("fofinho", não é?)

gosto do facto de existirem pormenores que me fazem sentir menos estúpido que os outros e é bom falar sobre isso (é capaz de ser a minha cena, há quem não goste de kuduro e eu sou assim)

nota rápida:
não queria referir "you only live once" ("YOLO") que, para além de muito parvo, é mesmo muito gay! mas teve que ser.

 
rui duarte
10:02
sábado
02 fev 2013

galak, o golfinho (branco)


algumas considerações sobre o chocolate branco:

- não é chocolate! feito a partir de manteiga de cacau, apenas contém vestígios do que se faz o chocolate.
- se fosse chocolate seria o chocolate dos mariquinhas (quem prefere isto a chocolate também gosta que lhe estimulem a próstata).
- o que raio tem um golfinho a ver com o enjoativo "chocolate" branco? posso dizer que ainda não consegui atingir esta manobra publicitária (e muito menos o coelho castanho do leite com nesquik).

nota histórica:
não sei se é invenção da nestlé mas a melhor de sempre é o nesquik de morango (que também não é chocolate)

 
rui duarte
11:57
sexta-feira
01 fev 2013

coisas que se diz ou devia dizer
eu gosto destas coisas, não porque ache que faz alguma diferença se forem postas em prática mas porque dá uma certa satisfação pensar que o vidro do nosso telhado aguenta mais pedras que os outros (ou então, que mandem pedras à vontade porque não me importo e nem entro em lutas com pedras).
muitas destas coisas que vou lendo fazem-me pensar um bocadinho antes de abrir a boca ou tomar certa decisão (mas, mais uma vez, vai dar ao mesmo).

gostei de ler principalmente porque está em português de portugal (uma espécie em vias de extinção) e copiei o artigo completo porque não tenho pachorra para seleccionar:



Quer fazer uma grande diferença na vida de alguém? Aqui estão coisas que deveria dizer todos os dias aos seus colaboradores, colegas, família, amigos e toda a gente com quem se preocupa:

“Aqui está o que eu penso.”

É a sua pessoa que está no comando, mas isso não significa que é mais inteligente, informado ou perspicaz que todos os outros. Reveja as suas frases e decisões. Dê razões. Justifique-se com lógica e não com posição ou autoridade.
Apesar de levar algum tempo a explicar as suas decisões, abrir o jogo e essas decisões para discussão ou critica, também possibilita a melhoria das suas decisões.
A autoridade pode fazer com que esteja “certo”, mas a colaboração faz com que todos estejam certos – e faz com que todos puxem para o mesmo lado.

“Estava errado.”

Certa vez surgiu-me uma ideia que pensava ser um plano incrível para melhorar a produtividade como um todo, movendo uma equipa inteira para uma disposição diferente da atual numa linha de produção em aberto. A inconveniência para a equipa era considerável, mas a recompensa parecia valer a pena. No papel, era perfeito.
Na prática, não era.
Então, algumas semanas mais tarde encontrei-me com a equipa e disse:”Eu sei que não pensaram que isto iria funcionar, e estavam certos. Eu estava errado. Vamos voltar para a vossa disposição original.”
Senti-me péssimo. Senti-me estúpido. Tinha a certeza que acabava de perder todo o respeito que tinham por mim.
Acontece que estava errado sobre isso, também. Mais tarde, um funcionário disse-me:”Não sei quem você é, mas o facto de estar disponível para admitir que estava errado disse-me tudo o que precisava de saber.”
Quando estiver errado, diga que está errado. Não vai perder o respeito – vai ganhá-lo.

“Isso é fantástico.”

Ninguém recebe elogios suficientes. Ninguém. Escolha alguém – qualquer um – que faz ou fez algo bem e diga, “Uau, isso foi fantástico, como é que fez…”
E sinta-se livre para voltar atrás no tempo. Por exemplo, “há uns tempos, estava a pensar em como lidou com a questão do colaborador no mês passado…” pode não só ter um impato positivo hoje como poderá ter mais tarde. (Pode ter um grande impato porque mostra que ainda se lembra do que aconteceu no mês passado e que ainda pensa sobre isso.)
O louvor é um presente que custa a quem o dá, mas tem um valor inestimável para quem o recebe. Comece a louvar. As pessoas à sua volta vão gostar de si por isso – e você passará a gostar um pouco mais de si também.

“Seja bem-vindo.”

Pense sobre o momento em que deu uma prenda a alguém e o recetor pareceu desconfortável ou estranho. A reação dele tirou-lhe um pouco do seu entusiasmo, certo?
Pode acontecer-lhe a mesma coisa sempre que lhe agradecem, cumprimentam ou elogiam. Não estrague o momento ou a diversão da outra pessoa. Ser o centro das atenções pode fazer com que se sinta desconfortável ou inseguro, mas tudo o que tem a fazer é um contato olhos nos olhos e dizer: “Obrigado.” ou um contato ocular e dizer: “Seja bem-vindo. O prazer é todo meu.”
Não deixe que os agradecimentos, congratulações ou elogios sejam tudo sobre si. Torne-os um pouco sobre a outra pessoa também.

“Pode ajudar-me?”

Quando precisa de ajuda, independentemente do tipo de ajuda que precise ou da pessoa que precise, apenas diga, com sinceridade e humildade, “pode ajudar-me?”
Prometo que vai conseguir a ajuda pretendida. E no processo vai ainda mostrar vulnerabilidade, respeito, e uma disposição para ouvir – o que, aliás, são todas as qualidades de um grande líder.
E são todas as qualidades de um grande amigo.

“Sinto muito.”

Todos nós cometemos erros, então todos nós temos razões para sentirmos a necessidade de nos desculpar: palavras, ações, omissões, falhas em melhorar, mostrar apoio…
Diga que lamenta e peça desculpa.
Mas nunca seguir um pedido de desculpas com um aviso tipo “mas eu estava verdadeiramente chateado porque…” ou “mas eu pensei que estava a…” ou qualquer outra frase que, de alguma forma, tente colocar o mínimo de culpa possível na outra pessoa.
Peça desculpa, diga qual a razão, e fique com todas as culpas. Nem mais nem menos.
Depois, ambos vão querer começar tudo de novo, felizes da vida.

“Pode mostrar-me?”

Os conselhos são temporários, o conhecimento é para sempre. Saber o que fazer ajuda, mas saber como ou porque fazer significa tudo.
Quando pede para ser ensinado ou que lhe mostrem qualquer coisa, acontecem várias coisas: implicitamente está a mostrar que respeita a pessoa que dá o conselho, mostra que confia na sua experiência, habilidade e conhecimento, e começa a avaliar melhor o valor do conselho.
Não basta pedir por informação. Peça para que lhe ensinem ou treinem ou mostrem.
Aí, ambos saem a ganhar.

“Deixe-me dar-lhe uma mão.”

Muitas pessoas vêem o pedido de ajuda como um sinal de fraqueza. Então, existem muitas pessoas a hesitar em pedir ajuda.
Mas todos precisamos de ajuda.
Não basta dizer: “há algo em que possa ajudar?” A maioria das pessoas irá dar-lhe uma resposta reflexiva e automática “Não, estou apenas a procurar,” tipicamente dada aos vendedores nas lojas e concluir com: “Não, está tudo bem.”
Seja específico. Encontre algo em que pode realmente ajudar. Diga “tenho alguns minutos. Posso ajudá-lo a terminar isso?” Ofereça de uma forma que transmita um espírito colaborativo, e não paternalista ou gratuito. Modele o comportamento que quer ver nos seus colaboradores.
Depois arregace as mangas e ajude.

“Gosto de ti.”

Não, não no trabalho, mas em todos os lugares que o quer dizer – e todas as vezes que o sinta.

Nada.

Por vezes, a melhor coisa a fazer é não dizer nada. Se está chateado, frustrado, ou com raiva, fique calado. Poderá pensar que um pouco de ar o fará sentir melhor, mas nunca faz.
Esta ideia é especialmente verdadeira quando os seus colaboradores estão em causa. Os resultados vêm e vão, mas os sentimentos são para sempre. Critique um colaborador num ambiente de grupo e irá parecer-lhe que, eventualmente, ele percebeu a mensagem, mas por dentro, ele não percebeu. Nem vai perceber.
Antes de falar, gaste mais tempo a considerar como os colaboradores irão pensar e sentir em vez de avaliar se a decisão faz sentido. Poderá facilmente recuperar de um erro cometido por causa de dados imprecisos ou projeções mal realizadas.
No entanto, nunca irá recuperar de um erro infligindo a auto-estima do colaborador
Fique quieto até que saiba exatamente o que dizer – e o efeito exato que as suas palavras terão.

 
rui duarte
16:18
quarta-feira
30 jan 2013

o poder do nosso cérebro espantoso


sim... a nossa "unidade de controlo" é um órgão com 2 terços de gordura e diz que os pensamentos são reais

 
rui duarte
13:29
sexta-feira
18 jan 2013

razões para dormir sem roupas
um estudo recente revelou que apenas 10% das pessoas no mundo civilizado dormem sem roupa mas os "especialistas na matéria" mostram que tem benefícios para a saúde e também para a vida a dois.



encontrei um artigo (da cosmopolitan) com uma lista de 6 razões para dormir todo nu. resumindo e reescrevendo, fica mais ou menos assim:

de acordo com a autora de um livro ("the sex drive solution for woman"), dormir sem roupa é saudável para o órgão sexual feminino porque as bactérias adoram reproduzir-se e desenvolver-se em ambientes quentes e húmidos.
estar umas horas sem usar cuecas (a arejar) ajuda a prevenir infecções.

embora grande parte das pessoas goste de dormir numa divisão quente, é importante ter um quarto fresco durante a noite dado que a temperatura do corpo baixa durante o sono, uma tendência natural do organismo que se for contrariada pode perturbar o descanso.

de acordo com mais uma aldrabona norte-americana (a naturopata natasha turner, autora do livro "the hormone diet"), temperaturas altas durante a noite interrompem a libertação de melatonina e de hormonas de crescimento responsáveis por contrariar o envelhecimento do corpo.
quando a temperatura do corpo cai, a hormona de crescimento liberta-se e com ela a sua magia regenerativa e o resultado mais imediato é pele e cabelos mais bonitos.

diz que dormir como se veio ao mundo ajuda a dormir mais profundamente o que diminui os níveis de cortisol (a hormona do stress). o sono ao ser interrompido aumenta os níveis de stress, o que provoca fome (vontade de comer!)

dormir com o rabinho ao léu também aumenta o nível de confiança (afirma uma senhora chamada jennifer landa - esta eu fui investigar porque pensei que fosse uma senhora acima dos sessenta anos que ainda está fascinada com a alta tecnologia do clister, mas não... é uma jovem terapeuta sexual que percorre os programas da tarde nos states), isto porque sentir o fresquinho do ar é uma coisa sexy e quando a pessoa se sente sensual aumenta a sua confiança (não vou comentar este ponto... eu acho que preferia a velhota que vive com três gatos, come a comida deles e dá conselhos na rádio)

e claro, a última razão é bastante óbvia: dormir sem roupa é saudável para as relação amorosa porque aumenta o contacto com a pele do parceiro e a produção da hormana oxitocina (basicamente, se incentiva as relações sexuais a relação é mais feliz e faz as pessoas mais descontraídas e com mais propensão a orgasmos)



claro que mais estudo não acrescentou nada de novo e não é nada que não se soubesse mas... este é um consultório sentimental a brincar.

nota calorífica:
eu detesto calor seja de dia ou de noite. as pessoas que se expõem muito, vão à praia apanhar dias inteiros de sol etc. têm um aspecto mais envelhecido (um bom exemplo disso é a pele da cara e braços dos pescadores)

nota com ursinhos:
quando estava a pesquisar pelas imagens para esta escrita encontrei a seguinte, de um bebé com um ursinho, que me lembrou a ideia de tirar fotos a quem adormeceu, com um ursinho ao lado.



achei piada.

 
rui duarte
02:24
quinta-feira
17 jan 2013

darwin


"uns morrem e outros ficam assim"

(não sei como me lembrei disto e até acho um bocado parvo mas tive que escrever)

 
rui duarte
22:47
quarta-feira
16 jan 2013



"Tau tau are a type of effigy made of wood or bamboo. They are particular to the Toraja ethnic group in South Sulawesi, Indonesia. The word "tau" is a Torajan word meaning "man", and "tau tau" meaning "men" or "statue"."

 
palmira maria
16:09
domingo
13 jan 2013

han solo


 
rui duarte
15:51
domingo
13 jan 2013

assim disse o freud (ou não)

"O que Pedro pensa de Paulo, diz mais sobre Pedro do que Paulo"

é uma frase que se crê da autoria de freud mas apareceu bastante recentemente.
a frase original pertence a uma senhora francesa chamada lise bordeau que escreve livros da treta sobre inspiração e motivação, na sua forma original: "Ce que Pierre pense de Paul en dit plus sur Pierre que sur Paul"

eu cheguei a esta conclusão sozinho, que quando alguém nos diz mal de outra pessoa está a denunciar a sua maneira de ver e avaliar os outros e o que diz sobre a outra acaba por não ter importância porque apenas o podemos confirmar com a nossa experiência (um facto que faz parte da nossa natureza é que todas as pessoas, além de idiotas, são potenciais aldrabões)

outra frase indevidamente atribuída a freud foi escrita por william gibson, um escritor de ficção científica que celebra o seu aniversário dois dias depois de mim (no dia de são patrício):

"Antes de ser diagnosticado com depressão ou baixa estima, certifique-se de que não está rodeado por idiotas."

(uma inspiração que se comprova de vez em quando e dá um bocadinho de estima própria... porque sabe bem ter provas que somos uma maioria de idiotas e "eu" não sou assim tão idiota - mas não serve de nada)

para terminar, a última frase atribuída a este senhor que fumava como um cavalo, não gostava de quem não era fumador e dizia que os cigarros simbolizam o pénis porque são cilíndricos e em forma de tubo, com uma ponta quente e vermelha donde sai fumo como se fosse sémen:

"por vezes um cigarro é apenas um cigarro"

ora... esta frase apareceu pela primeira vez num jornal importante e com muito crédito, cerca de 10 anos após a morte do psicanalista e foi citada a partir daí. basta um pateta lembrar-se de mandar uma patagoada para ser verdade daí para a frente (e é também por isto que eu acho que devia haver uma distinção entre o que aparece na internet em português de portugal e em "brasileiro", porque eles são muitos mais e dali vem mais có-có - ao menos uma página na wikipédia independente porque já passou o limite do erro humano)

estou farto de ver erros claros que surgem da ignorância e falta de brio (já vi dizerem que certa música do lionel richie é do bob marley, só para dar um exemplo)

sumário:
não acreditar em tudo o que se lê e, em relação ao senhor freud (um charlatão), uma pessoa torna-se uma autoridade quando a sua audiência é ainda mais idiota do que ela.

 
rui duarte
 
escritas com a etiqueta "os ensinamentos que vos deixo".
 
1 2 3 4 ... 11 12 13 14 15 16
 
(página...)
 
etiquetas:
escritas: 2324

rui duarte

palmira maria