escritas com a etiqueta "cinema".
12:56
segunda-feira
01 abr 2013

paradoxo de epiménides
epiménides foi um poeta, filósofo, profeta e místico grego que viveu em meados dos anos 600 a.C


este é um dos piores dias do ano em que quase toda a gente tenta dar a sua mentira na brincadeira (e eu não acho piada nenhuma)

isto fez-me lembrar o paradoxo da mentira e deu-me um bocado de trabalho encontrar o autor original desta "chalaça".

o paradoxo começa quando alguém afirma: "tudo o que eu digo é mentira"...
se considerarmos que é verdade, nem tudo o que a pessoa diz é mentira e, se for mentira, quer dizer que a pessoa está a mentir mas nem tudo o que diz é mentira. tentar chegar a uma conclusão provoca um nó no cérebro e por isso é que se trata de um paradoxo.

neste dia apetece-me dizer que o super-homem é uma das minhas super-personagens preferidas porque nunca mente e adorei o filme com o ricky gervais, "a invenção da mentira" (grande filme, que dá que pensar)

 
rui duarte
13:01
quinta-feira
28 mar 2013

tu sabes..


o meu dia (e os próximos) vai (vão) ser uma trampa porque tenho muito trabalho intensivo o olhar para mim.

mas eu não (nunca!) me esqueço de ti.

 
rui duarte
10:37
quarta-feira
27 mar 2013

ryan gosling
o homem fez uma pausa na sua carreira porque está a precisar e imagina que o seu público também.



a parte engraçada é que foi criada uma linha telefónica para acalmar as admiradoras do actor onde repetem algumas frases dos filmes que ele fez e apetece-me dizer (repetir) que: "este mundo está perdido"

 
rui duarte
09:31
domingo
24 mar 2013

obi-wan kenobi
esta personagem interpretada pelo senhor (sir) alec guinness nos filmes mais antigos (quando a história estava quase a chegar ao fim) começou por ser um jovem jedi em fase de treino e evoluíu ao ponto de ser um dos melhores jedis (não o melhor porque esse é pequenino e verde, e fala ao contrário)



nos filmes mais recentes (as prequelas) ele tornou-se mestre do jovem anakin skywalker, o potencial melhor jedi de todos os tempos ("o escolhido") que se revoltou e fez grandes estragos no império, aliás... matou quase todos os jedis que não pertenciam ao lado negro da força (os maus) e é nesta altura que o mestre "obi-wan kenobi" tem que cortar as pernas ao seu aprendiz (literalmente) mas não teve coragem de o matar e assim nasceu o darth vader, o pior bad boy de todos os tempos.

a história tem mais qualquer coisa do que isto mas se calhar torna-se aborrecido. vou apenas deixar um vídeo com a evolução do pequeno anakin, mais tarde darth vader:



e pronto, não tem nada de especial mas eu gosto. gostava de um dia fazer uma maratona de star wars pela ordem original: começar pelos filmes mais antigos e depois os três mais recentes (que foram uma grande desilusão mas é o que se tem)

notas espaciais:
- os jedis são uma elite de polícias (ou "pacificadores") universais que podem ser de qualquer raça do universo (um polvo ou uma coruja, desde que tenha potencial) e são escolhidos a dedo por membros de uma raça microscópia extra-terrestre que se fundem com o jedi e dão-lhe "a força"
- "darth" é o primeiro nome dos jedis maus e já não me lembro porque se chamou "vader" (mas vou tentar pesquisar, se me lembrar)

nota de cinema:
o termo "prequela" não existe (ou não existia) no dicionário português mas percebe-se que é uma obra que contém eventos anteriores aos actuais (uma sequela ao contrário)

 
rUI dUArtE
01:12
domingo
10 mar 2013

a ideia do senhor toynbee
foi o melhor filme que eu vi nos últimos tempos (anos?), finalmente uma história que eu não fazia ideia como vai terminar e que não se torna aborrecida ao ponto de andar só este bocadinho para a frente ou deixar de prestar atenção por uns minutos porque "não se perde nada"



é um documentário de 2011 que me surpreendeu ao ponto de ser feita aquela reflexão triste: eu já nem estava à espera de um filme de jeito (porque já nem me lembrava que existiam)



a ideia de toynbeen é um bocado complicada (talvez porque é complicado conceber a possibilidade de misturar filosofia com inteligência) mas, resumidamente, os animais (incluindo as pessoas) são composto por partículas minúsculas de matéria que constituem as moléculas que, por sua vez, formam as células que são parte dos tecidos que fazem parte dos órgãos. isto bem batido faz um organismo (um corpinho).
aquelas partículas mais pequenas, talvez ao nível do átomo (que, apesar de vir do grego "indivisível", já se conseguiu dividir), possuem um possível "estado" e... se for possível memorizar todas as "partículas minúsculas" de um organismo juntamente com o seu "estado" num determinado instante então é possível reproduzir um humano (ou um cão ou uma lula, tanto faz) com todos os seus traços, memórias etc, tal e qual.

isto parece ficção científica mas só não é praticável porque (ainda) não existem meios para isso.

 
rUI dUArtE
11:59
sábado
23 fev 2013

óscares (miniatura)
sim, os óscares são entregues amanhã à noite e, agora que falo nisso, tenho curiosidades a ver com o pai do mickey.



a estatueta dourada mais famosa do mundo (dominado pela américa) tem 35 centímetros e apenas mudou de tamanho uma vez, quando o walt disney ganhou o prémio com o filme de animação da branca de neve e os sete anões. deram-lhe uma estatuazinha normal e sete miniaturas.

foi este senhor o primeiro que se referiu à estatueta como "óscar" (e foi uma das fundadoras do prémio que disse que, de costas, a estátua era parecida com o seu primeiro marido, óscar)

 
rui duarte
07:29
quinta-feira
14 fev 2013



 
rui duarte
09:58
quinta-feira
07 fev 2013

não é nenhum johnny depp mas...
este realizador, que já foi casado com a madonna e fez os filmes (brilhantes) "porcos e diamantes" ("snatch") e "lock stock and two smoking barrels" (e ainda deve ter feito mais filmes bons) chama-se guy ritchie mas o que ele faz mesmo bem são publicidades:



escolhi esta porque é recente e a comunidade feminina ainda está louca com isto.
bem... o david beckam a fazer anúncios a cuecas? ahah! mas sempre é melhor que champô para a caspa.

 
rui duarte
13:09
domingo
20 jan 2013

"django unchained"
é o filme mais recente realizado pelo senhor quentin tarantino e tal como todos os outros pode-se dizer que é um filme bom sem ser cansativo e que consegue ser divertido sem perder qualidade (a fórmula ideal para levar manadas ao cinema).



o defeito é o tema "nhonhinhas":
então acabou de falar no hitler mau (no "inglourious basterds") e agora são os pobres escravos dos estados sulistas da américa? já se sabe que os judeus são as grandes vítimas da história e que basta falar no holocausto para as pessoas os deixarem passar à frente na fila da padaria mas estas tentativas "a fingir" que vamos "mudar" (ou melhorar?...) mentalidades é um bocado forçada porque aquela meia dúzia de gatos pingados que já se esqueceu que a escravatura nos states terminou há um século e meio não deve ter o hábito de ir ao cinema ver um filme e comer pipocas.

a parte engraçada é que ainda existe escravatura pelo mundo todo mas o que interessa é que eu gosto de westerns (filmes de cowboys)

ainda estou a meio do filme mas já sei que vou gostar, a não ser que apanhe algum grande desgosto... e nesse caso então volto a escrever sobre isso (mas não me parece)

nota escravizada:
estive a ver a página da wikipédia "Slavery in the United States" e, tal como a página dedicada ao holocausto, é extremamente longa (há uma teoria que afirma que quando se está a mentir as histórias perdem-se em pormenores e ficam mais compridas), de qualquer maneira entretive-me algum tempo a ler e descobri que foram enviados para a américa 600 mil escravos provenientes de áfrica que entretanto se reproduziram e chegaram aos 4 milhões, isto em três séculos.
e também li que a libéria foi fundada com os escravos devolvidos a áfrica.

 
rui duarte
04:15
segunda-feira
07 jan 2013

mia e vincent


M: Don`t you just hate that?
V: Hate what?
M: Uncomfortable silences. Why do we feel necessary to yak about bullshit in order to be confortable?
V: I don`t know. Thats a good question.
M: That`s when you know you found someone really special. When you can just shut the fuck up for a minute and confortably share silence.

 
rui duarte
18:25
quinta-feira
03 jan 2013

pulp fiction - referências pop


 
rui duarte
10:31
quarta-feira
02 jan 2013



 
rui duarte
08:46
quinta-feira
29 nov 2012

tarantino apresenta


não é bem um filme do tarantino mas tem chinocas à porrada, uma história, um cowboy que é o russel crow e o senhor tarantino aceitou dar o nome, parece bem e eu quero ver

 
rui duarte
02:59
segunda-feira
12 nov 2012

merida


brilhante...

 
rui duarte
10:15
domingo
21 out 2012



gostei muito do filme. aconselho-te. o rapaz, Calvin, sonha com uma rapariga, a Ruby, e começa a escrever sobre ela. Esta é a forma que tem para poder vê-la nos seus sonhos. um dia acorda e ela é real...

 
palmira maria
00:15
sexta-feira
21 set 2012

"moonrise kingdom"


foi uma boa surpresa, não estava à espera disto quando descobri o trailer. tem tudo para ser um filme que eu vou adorar.

 
rui duarte
15:57
quinta-feira
13 set 2012

"rest in pieces"
foram feitos muitos filmes maus em 2012 mas enquanto não houver outro pior do que este (o que me parece pouco provável) o troféu de pior filme deste ano já tem dono: "the expendables 2" foi o filme que mais me custou ver e eu juro que fiz um esforço para gostar.



detesto a mania de fazer um filme propositadamente mau, "porque é assim que funciona o show business" (as pessoas riem-se e não se sentem enganadas), mas não é preciso descer tão baixo! as piranhas 3D, os tubarões mecânicos e filmes de monstros marados ou de/para adolescentes ganzados são propositadamente muito maus mas nenhum é tão pateta, com piadas tão reles e, o pior de tudo, é tão bem sucedido a encher salas de cinema com manadas de débeis mentais.

que horror... a única coisa útil neste filme foi recordar-me que o dolph lungren é sueco (e não holandês como eu penso sempre)

nota "é preciso ter lata":
aquele minuto e meio em que aparecem o bruce willis e o schwarzenegger não são suficientes para incluir os nomes deles nas publicidades ao filme e... não é novidade que o chuck norris é tão mau actor que devia apanhar porrada com um pau até não se lembrar do nome da mãe dele.

nota inútil:
aquela mania do nuno markl, de fazer pensar que as piadas dele são originais e que ser cromo é muito fixe (e chega a ter qualquer coisa de rebelde) é extremamente irritante. apenas não chamem as pessoas de burras porque às vezes não é verdade.

 
rui duarte
 
escritas com a etiqueta "cinema".
 
1 2 3 4 5 6 7 8
 
(página...)
 
etiquetas:
escritas: 2324

rui duarte

palmira maria