escritas com a etiqueta "história".
08:50
sábado
30 mar 2013

e por falar em guerra


 
palmira maria
08:48
sábado
30 mar 2013

diz que o mais recente líder da coreia do norte, Kim Jong-un, estava aborrecido e decidiu declarar estado de guerra à coreia do sul. na práctica apenas relembrou que ambos os países estão, desde a guerra das coreias (1950-1953), em conflito. Pelo consta agora é que é!



mas nada temas os eua estão prontos a ajudar..ufa!

 
palmira maria
11:15
domingo
24 mar 2013

júlio dinis


"A emblemática escultura situada na Rua da Carreira retrata Júlio Dinis? Precisamente localizada em frente do imóvel onde habitou temporariamente, a escultura em bronze, da autoria do escultor madeirense Ricardo Velosa, pretende homenagear o médico e escritor Júlio Dinis (pseudónimo de Joaquim Coelho), portoense, que permaneceu na Madeira em três períodos diferentes na esperança de curar a tuberculose que o fazia sofrer, que infelizmente o fez falecer com 31 anos no Porto."

(encontrado no facebook - e eu não fazia ideia de quem era a estátua)

ficam como referência algumas obras do tuberculoso:

"As Pupilas do Senhor Reitor"
"Os Fidalgos da Casa Mourisca"
"A Morgadinha dos Canaviais"

o «suave e terno romancista português, cronista de afectos puros, paixões simples e prosa limpa» morreu em 1871 com a mesma doença que vitimou a sua mãe e todos os seus oito irmãos

 
rUI dUArtE
11:44
domingo
10 mar 2013

Maurits Cornelis Escher, alhambra e tesselação
para começar, uma definição retirada da wikipédia:

"tesselar é cobrir uma superfície com um padrão de figuras planas, de modo que não existiam nem espaços entre elas, nem sobreposições, ou seja que o seu tamanho total seja igual ao espaço particionado. a palavra parece ter origem na palavra latina, tessela que é uma pequena peça cúbica de barro, ou vidro usada para fazer mosaicos"

os seguintes "mosaicos" estão nas paredes do complexo palaciano de granada, mais conhecido como alhambra e são exemplos típicos de tesselação:



há muitas destas decorações no palácio e é uma das principais razões porque é conhecido.



uma curiosidade é que na complexa engenharia de software moderna usam-se estes padrões para resolver problemas complicadíssimos.

e a real curiosidade é que desde miúdo adoro as ilustrações de um holandês meio louco que se chamava senhor escher. e descobri há relativamente pouco tempo que foi nestes padrões engenhosos que ficou a conhecer numa visita a alhambra que obteve inspiração para o que fez toda a vida e fez com que fosse conhecido. a sério, adoro estas coisas:



(o primeiro não tem muito a ver com esta publicação, é um auto-retrato do autor que também adorava perspectivas)



(este do peixe que se transforma em pato, ou vice-versa, é um dos seus trabalhos mais simples, mais bonitos e mais famosos)



(os trabalhos foram-se tornando mais complexos e começaram a fugir do papel, este é o "espelho mágico")



(não sei o título deste mas o que se vê no caderno, de onde saem as lagartixas, é um painel muito conhecido deste senhor)

finalmente, o meu preferido (e o de muita gente), a mão que desenha a mão:



lembro-me que sempre que ia a uma feira de livros e encontrava alguma coisa do senhor escher não ia embora sem o comprar (a não ser que fosse um livro de ricos, daqueles que custam pra cima de um ror de dinheiro). tornou-se uma espécie de vício e lembro-me que a última coisa que comprei foi um livro de postais (que entretanto despegaram-se todos) que tinha uma ilustração lindíssima na capa, a do peixinho no pântano (o seu título é "três mundos"), muito bonito:



não resisto a deixar mais alguns exemplos e provas que o homem era meio doido:







passou a vida inteira a fazer destas coisas (outro facto interessante é que estas ilustrações eram feitas em litografia - gordura em cima de uma pedra lisa - ou xilografia - relevos na madeira, como se fosse um carimbo)

desconfio que já conhecias estes desenhos, há muitas referências no cinema e toda a cultura moderna. e eu gosto destas coisas.

 
rui duarte
01:12
domingo
10 mar 2013

a ideia do senhor toynbee
foi o melhor filme que eu vi nos últimos tempos (anos?), finalmente uma história que eu não fazia ideia como vai terminar e que não se torna aborrecida ao ponto de andar só este bocadinho para a frente ou deixar de prestar atenção por uns minutos porque "não se perde nada"



é um documentário de 2011 que me surpreendeu ao ponto de ser feita aquela reflexão triste: eu já nem estava à espera de um filme de jeito (porque já nem me lembrava que existiam)



a ideia de toynbeen é um bocado complicada (talvez porque é complicado conceber a possibilidade de misturar filosofia com inteligência) mas, resumidamente, os animais (incluindo as pessoas) são composto por partículas minúsculas de matéria que constituem as moléculas que, por sua vez, formam as células que são parte dos tecidos que fazem parte dos órgãos. isto bem batido faz um organismo (um corpinho).
aquelas partículas mais pequenas, talvez ao nível do átomo (que, apesar de vir do grego "indivisível", já se conseguiu dividir), possuem um possível "estado" e... se for possível memorizar todas as "partículas minúsculas" de um organismo juntamente com o seu "estado" num determinado instante então é possível reproduzir um humano (ou um cão ou uma lula, tanto faz) com todos os seus traços, memórias etc, tal e qual.

isto parece ficção científica mas só não é praticável porque (ainda) não existem meios para isso.

 
rUI dUArtE
22:49
sexta-feira
22 fev 2013

o novo...


depois da noite agitada e do susto que não foi possível recuperar... é este (foi dos baratinhos mas estou contente com ele e tenho a impressão que vai durar uns bons tempos)

 
rui duarte
15:08
domingo
03 fev 2013

stephanie do mónaco e a princesa mais bonita da história
pois é, a grace kelly casou com o príncipe soberano do mónaco, o rainier "3", e tornou-se a que se considera a princesa mais bonita da história, grace do mónaco.
antes disso tinha sido a estrela de 11 filmes de sucesso e ganhou um óscar pela sua interpretação em "amar é sofrer" (o título original é "the country girl")


deste casamento nasceram três filhos e apenas o terceiro, uma menina chamada stephanie é tal e qual a cara do pai.
quando tinha 17 anos estava no carro quando a mãe morreu (a senhora teve um enfarte e perdeu o controlo do carro) e teve muitos outros desgostos (muitos deles amorosos) mas pode-se dar ao luxo de dizer que foi uma cantora pop e sex symbol nos anos oitenta, o que chocou a comunidade real a nível mundial.

gostava muito da grace kelly porque tem um ar simpático e pouco peneirento e também das músicas pop da filha mais nova dela. ouvir isto agora traz uma certa nostalgia infantil:



esta era a minha preferida mas a mais conhecida é "irresistible" (se quiseres mesmo podes carregar neste parágrafo)

nota real:
o casamento real fez as meninas da época sonharem com o seu próprio casamento com um príncipe encantado (e endinheirado) mas a resposta à pergunta "porque é que isto não me acontece a mim?" é: porque és uma porca gorda ou então só estúpida (coisa que os príncipes não gostam).
(um príncipe pode ter tudo o que quiser, incluindo a mulher e por isso podem-se dar ao trabalho de escolher, não é?)

nota educativa:
a grace kelly seguiu a carreira de teatro e cinema porque tinha notas muito más em matemática (e não conseguiu ir para a universidade que queria), se não fosse assim não tinha sido princesa.
desde que se tornou princesa rejeitou 3 convites para voltar ao cinema mas andava a considerar um quarto filme nos tempos antes de morrer.
disse que não considerava ter feito algo de tão espectacular que a fizesse ser recordada pelos seus papéis mas que em vez disso gostava de ser recordada como um ser humano decente.

 
rui duarte
15:51
domingo
13 jan 2013

assim disse o freud (ou não)

"O que Pedro pensa de Paulo, diz mais sobre Pedro do que Paulo"

é uma frase que se crê da autoria de freud mas apareceu bastante recentemente.
a frase original pertence a uma senhora francesa chamada lise bordeau que escreve livros da treta sobre inspiração e motivação, na sua forma original: "Ce que Pierre pense de Paul en dit plus sur Pierre que sur Paul"

eu cheguei a esta conclusão sozinho, que quando alguém nos diz mal de outra pessoa está a denunciar a sua maneira de ver e avaliar os outros e o que diz sobre a outra acaba por não ter importância porque apenas o podemos confirmar com a nossa experiência (um facto que faz parte da nossa natureza é que todas as pessoas, além de idiotas, são potenciais aldrabões)

outra frase indevidamente atribuída a freud foi escrita por william gibson, um escritor de ficção científica que celebra o seu aniversário dois dias depois de mim (no dia de são patrício):

"Antes de ser diagnosticado com depressão ou baixa estima, certifique-se de que não está rodeado por idiotas."

(uma inspiração que se comprova de vez em quando e dá um bocadinho de estima própria... porque sabe bem ter provas que somos uma maioria de idiotas e "eu" não sou assim tão idiota - mas não serve de nada)

para terminar, a última frase atribuída a este senhor que fumava como um cavalo, não gostava de quem não era fumador e dizia que os cigarros simbolizam o pénis porque são cilíndricos e em forma de tubo, com uma ponta quente e vermelha donde sai fumo como se fosse sémen:

"por vezes um cigarro é apenas um cigarro"

ora... esta frase apareceu pela primeira vez num jornal importante e com muito crédito, cerca de 10 anos após a morte do psicanalista e foi citada a partir daí. basta um pateta lembrar-se de mandar uma patagoada para ser verdade daí para a frente (e é também por isto que eu acho que devia haver uma distinção entre o que aparece na internet em português de portugal e em "brasileiro", porque eles são muitos mais e dali vem mais có-có - ao menos uma página na wikipédia independente porque já passou o limite do erro humano)

estou farto de ver erros claros que surgem da ignorância e falta de brio (já vi dizerem que certa música do lionel richie é do bob marley, só para dar um exemplo)

sumário:
não acreditar em tudo o que se lê e, em relação ao senhor freud (um charlatão), uma pessoa torna-se uma autoridade quando a sua audiência é ainda mais idiota do que ela.

 
rui duarte
14:17
domingo
13 jan 2013

Commodore Datasette 1530
longe vão os tempos do commodore 64, o primeiro computador que eu utilizei (e aquele deve ter sido o primeiro da minha rua, a falar a sério)


não existiam discos rígidos ou disquettes, apenas cassetes que eram tal e qual as de música (bastava gravar o "som digital") mas, pelo seu conteúdo, chamavam-se datasettes.

tenho saudades dessa altura.

nota histórica:
este computador possuía os estonteantes 64k de memória, ou seja, 64 mil registos na memória volátil. o senhor bill gates afirmou um dia que este valor seria mais do que suficiente para qualquer utilizador e não ia aumentar muito mais mas enganou-se... hoje em dia usa-se milhares de milhões de registos de memória e já parece pouco.

 
rui duarte
14:53
quarta-feira
09 jan 2013

isto é uma nota:


isto é um gameboy! eu ainda tenho o modelo original (é o segundo que eu tive, porque roubaram-me o primeiro).
passava muito tempo a carregar naqueles botões, o que é um bocado parvo porque não existiam muitos jogos (foi nesta altura que comecei a gostar de othelo e outros jogos de tabuleiro "alternativos") mas nunca me aborrecia, os dias eram maravilhosos graças à pausa para gameboy

eu adorava este aparelho (mas gosto muito mais de ti)

 
rui duarte
14:29
terça-feira
25 dez 2012

zona de conforto
há pouco tempo lembrei-me de uma frase que ouvi sobre a zona de conforto e então pesquisei por "life confort zone"



o senhor norte-americano que disse que "a vida começa onde termina a zona de conforto" interessou-se pela religião quando era novo porque a sua mãe acreditava em deus mas não precisava de ir à igreja.
ele teve uma vida muito bem sucedida e o seu próprio programa de rádio mas um dia partiu o pescoço num acidente de automóvel e, depois de perder o casamento, os amigos e o dinheiro, passou a viver na rua - e foi esta história que o fez multi-milionário.

se bem me lembro (desde há 10 minutos) a frase original não acaba aqui: "se estiveres desconfortável lembra-te que a mudança que está a acontecer agora é um início, não é um fim"

"zona de conforto" é uma expressão tonta e, já agora, um grande sábio um dia disse que "a vida é uma viagem, não é um destino" (foram os aerosmith, ahahah!)

já que estou numa de ideias inúteis, é bom ser louco - os loucos gastam mais dinheiro (nota: só um louco paga para ir ao cinema nos dias que correm, mesmo que seja um filme do tim burton)



pouca gente sabe que quem disse que "o que não mata, engorda" foi um filósofo alemão:



e, para terminar em grande, aquele que os ignorantes dizem que foi o mais inteligente do mundo mas era apenas um judeu cuja grande contribuição para a humanidade foram as suas frases parvas e inúteis mas que "fazem pensar" (quem raramente o faz)



não aprendi nada, perfeito.

 
rui duarte
12:08
terça-feira
18 dez 2012

120 anos de quebra-nozes


parece-me uma boa história para desenvolver (quando houver disponibilidade)

 
rui duarte
15:06
sexta-feira
14 dez 2012

mercado das botas


como podes ver, o bazar do povo no centro do funchal já existe há muitos anos e era neste larguinho (do chafariz) que se fazia o mercado das botas.

hoje em dia o bazar do povo é uma loja do chinês

 
rui duarte
19:53
quarta-feira
12 dez 2012

"to fail it's not tragic. to be human is"


só vi um episódio mas recomendo vivamente.

 
palmira maria
23:45
segunda-feira
10 dez 2012



a união europeia recebeu hoje o prémio nóbel da paz. sei que já disse isto: foi merecido.

 
palmira maria
10:33
quarta-feira
05 dez 2012

witty mouse.


o meu primeiro rato era mais ou menos assim (acho que é o modelo certo), quando as coisas ainda eram feitas para durar.


 
rui duarte
15:56
domingo
07 out 2012



em relação ao 5 de Outubro isto é o que tenho a dizer: para o ano não há. viva!

 
palmira maria
 
escritas com a etiqueta "história".
 
1 2 3
 
(página...)
 
etiquetas:
escritas: 2324

rui duarte

palmira maria