escritas com a etiqueta "coisas pequeninas".
00:44
sexta-feira
11 jan 2013

revejo-me mais nesta imagem


 
palmira maria
15:17
quarta-feira
09 jan 2013

othello (ou reversi)
não sei explicar as regras assim de repente mas posso dizer que não tem nada a ver com damas ou xadrês (é muito diferente mas não deixa de ser extremamente táctico - eu acho que a estratégia perfeita é deixar que o adversário pense que está a ganhar)



ia investigar o nome em chinês (ou outra língua asiática qualquer - e eu sei que é mandarim que se diz) mas descobri que se trata de uma coisa recente, com origem no japão e chamam-lhe só othello:

"When Japanese Salesman Goro Hasegawa, 44, invented his simple board game in 1971, his father, a Shakespearean scholar, duly noted that the appeal of the game was based on a series of "dramatic reversals." Perhaps, he suggested, it should be called Othello"

também descobri que existe campeonato mundial (todos os anos desde 1977) e o campeão mundial dos homens tem 27 anos, é um barbeiro japonês e não tem vida social e, nos femininos, a campeã em título é sueca (mas eu estava à espera que fosse asiática ou então uma pessoa "especial")

 
rui duarte
14:53
quarta-feira
09 jan 2013

isto é uma nota:


isto é um gameboy! eu ainda tenho o modelo original (é o segundo que eu tive, porque roubaram-me o primeiro).
passava muito tempo a carregar naqueles botões, o que é um bocado parvo porque não existiam muitos jogos (foi nesta altura que comecei a gostar de othelo e outros jogos de tabuleiro "alternativos") mas nunca me aborrecia, os dias eram maravilhosos graças à pausa para gameboy

eu adorava este aparelho (mas gosto muito mais de ti)

 
rui duarte
12:43
sábado
05 jan 2013

o coiote e o papa-léguas
este era um dos desenhos animados que eu mais gostava quando era criança. um pequeno resumo retirado da wikipédia:

"Wile E. Coyote (also known simply as "The Coyote") and The Road Runner are a duo of cartoon characters from a series of Looney Tunes and Merrie Melodies cartoons. The characters (a coyote and Greater Roadrunner) were created by animation director Chuck Jones in 1948 for Warner Bros., while the template for their adventures was the work of writer Michael Maltese. The characters star in a long-running series of theatrical cartoon shorts (the first 16 of which were written by Maltese) and occasional made-for-television cartoons."

no início de cada episódio eram apresentados pelos seus nomes fictícios em latim, por exemplo "Acceleratii incredibus" e "Carnivorous vulgaris" (estes nomes eram inventados e variavam muito de episódio para episódio) mas houve um episódio em que utilizaram os nomes verdadeiros em latim, foi "The Whizzard of Ow", um filme curto feito logo depois da morte do criador e realizador destes desenhos animados, chuck jones.



os nomes verdadeiros são:


geococcyx californianus (papa-léguas) e canis latrans (coiote). os bonecos ficaram bastante parecidos.

nota ensinada:
a grande moral destes desenhos animados era,



a gravidade só funciona quando se olha para baixo (não é grande coisa, não passava do mesmo mas dava para rir)

 
rui duarte
18:17
domingo
30 dez 2012

o quebra-nozes
"Щелкунчик (Shchelkunchik, O Quebra-Nozes) é um dos três balés que Tchaikovsky compôs. Foi estreado em 17 de dezembro de 1892 no Teatro Mariinsky, em São Petersburgo, então a capital da Rússia imperial." (retirado da wikipédia)

O ballet conta as aventuras de um quebra-nozes de aparência humana, vestido como um soldado. A protagonista, Clara, gostou tanto dele que o pediu como presente de Natal ao seu padrinho. Assim, o senhor Herr Dosslmeyer, fabricante de relógios, disse: "Era precisamente para ti". A Clara experimenta-o e vê que ele quebra as nozes sempre sem perder o seu sorriso e também com grande eficácia. O seu irmão Fritz, que tinha visto o quebra-nozes, também quis usá-lo, mas escolheu as nozes maiores que havia no cesto e parte-lhe um dos braços. Então, o pai, o juiz Stahlbaun, entrega à filha o seu quebra-nozes como propriedade exclusiva, tendo Fritz que sair para brincar com os seus brinquedos.
Depois a Clara encontra o braço e abraçou o quebra nozes até adormecer e sonha que aparecem muitas ratazanas enormes. A casa desapareceu e ficaram árvores enormes no sítio onde estavam os móveis e não foi só isso que mudou: o Quebra-Nozes de Clara agora é um soldado de carne e osso e tem às suas ordens um pelotão de soldados como ele.
Começa uma batalha entre as ratazanas e o pelotão do Quebra-Nozes mas os soldados vencem a batalha com sapatos enormes que atiram às ratazanas, obrigando-as e ao seu rei a fugir.
O bosque torna-se numa linda estufa de inverno e o Quebra-Nozes transforma-se num lindo príncipe, que leva Clara até o Reino das Neves, onde a apresenta ao rei e à rainha (Fim do 1º Acto).
Clara e o príncipe Quebra-Nozes seguem para o Reino dos Doces pelo Caminho da Limonada, onde muitos pastéis de todos os reinos do mundo dançam com os dois.
Depois desse sonho tão mágico e fantástico, Clara acorda e percebe que estava a sonhar, e fica triste. Vai-se despedir do padrinho que tinha ido para casa na companhia do sobrinho. Então, para surpresa de Clara, o tal sobrinho é o príncipe Quebra-Nozes. (Assim acaba o 2º e último Acto)

(posso acrescentar que estou com um desgosto de encontrar um artigo tão mal escrito na wikipédia, tentei traduzir para português de portugal e adaptar o texto ao máximo mas acho que mais valia ter escrito de novo - é vergonhoso e embaraçoso ter que ler este conteúdo assim)

uma piada relacionada com quebra nozes:



outra cena russa tradicional são as bonecas matryoshka (não tenho a certeza que é assim que se escreve mas é parecido), uma dentro da outra.



gosto muito de coisas feitas em madeira (e, falando nisso, da entrada pequenina do imaginarium)



 
rui duarte
17:30
sábado
29 dez 2012

twiggy
para mal da humanidade, um dos ícones dos anos sessenta foi esta senhora (menina?) que tinha 1,67m, 42 kg e as medidas 82-59-82.



o seu nome verdadeiro é lesley hornby e foi lançada pelo fotógrafo nigel john davies mais conhecido por "justin de villeneuve" (aposto que era ele que escolhia as cortinas e as flores lá para casa). ela ficou conhecida por twiggy porque "twig" significa "pau fininho" na língua dos bifes.

infelizmente foi esta referência que o mundo da moda herdou e eu tenho duas teorias: a mais consistente é que já havia bichanice no mundo da moda quando os beatles eram novos (ou seja, não tem a ver com o gosto masculino, é antes uma forma de arte distorcida tal como os quadros do picasso). a outra teoria é que com modelos assim não se gasta muito tecido e os vestidos ficam mais baratos (digamos que elas podem comprar roupa na secção de criança da zara)

esperemos que esta moda seja ultrapassada (ou, como diria o grande sábio, que passe de moda)

 
rui duarte
09:58
quarta-feira
26 dez 2012

"sparkler"
quando já me estava a esquecer das festas (do natal) lembrei-me que ainda há a passagem de ano, um dia como qualquer outro



isto na imagem é uma "estrelinha" (em portuguẽs de portugal) e hoje descobri que em inglês diz-se "sparkler"

 
rui duarte
16:44
sexta-feira
21 dez 2012

pizza


 
rui duarte
12:08
terça-feira
18 dez 2012

120 anos de quebra-nozes


parece-me uma boa história para desenvolver (quando houver disponibilidade)

 
rui duarte
21:38
domingo
09 dez 2012

bananas


há muitos estudos em torno das bananas, diz que esta é a melhor maneira de as manter frescas mais tempo (tem a ver com a oxidação e coisas que não se vê sem óculos potentes)

o método mais simples consiste em tapar os "rabinhos" das bananas com celofane para não ficar exposto ao ar.

 
rui duarte
14:27
terça-feira
04 dez 2012

gilete com lâminas descartáveis
foi em 1904 (ou parecido) que o senhor gillette inventou as lâminas descartáveis que custavam os olhos da cara (na realidade o preço de cada uma era metade de um salário médio) mas o facto é que se venderam aos milhões (e depois meteu-se as guerras e os soldados tinham que tirar a barba - era obrigatório para poder usar máscaras de gás, por exemplo)



o que eu achei engraçado é que, o inventor sempre usou bigode (por acaso é a parte mais chata, rapar essa zona) e desde que esta invenção pegou mais nenhum presidente dos estados unidos usou barba ou bigode:


o último foi William Howard Taft, no início do século

 
rui duarte
21:21
segunda-feira
03 dez 2012

bebé anti-cristo

mas é tão fofinho

 
rui duarte
12:33
domingo
18 nov 2012



o meu maço de tabaco desapareceu. tenho a certeza que o tinha em casa e que o usei ontem . a última vez que o vi usava uma t-shirt branca que tinha escrito "chesterfield" e estava em cima da mesa da sala. como penso que não estou louca e muito menos ceguinha..uma vez que não o encontro, a única conclusão lógica é que foi roubado, durante a noite, por duendes malvados!!



p.s: o rato do meu eee pc também desapareceu...!! :S

 
palmira maria
17:00
sexta-feira
16 nov 2012

o grilo (e a perna inquieta)
ontem, a propósito do "sleep on it", dei com estatísticas sobre o sono dos americanos: 65% das pessoas no país do tio samuel (e do macdonalds, as gordas e o k-mart) têm problemas a adormecer, 33% ressonam (fora aqueles que não fazem ideia ou não querem admitir que roncam) e 15% tem o "restless leg syndrome" e... eu fiquei intrigado.


o que é isto? será que tem a ver com a minha mania de abanar a perna quando me deito ou estou mais sossegado?... é mesmo isso, e assim descobri que tenho um distúrbio neurológico, crónico, que se transmite de pais para filhos e sem explicação imediata.

claro que estive na wikipédia e descobri que lhe chamam "doença de Willis-Ekbom" mas não é bem uma doença, mais um tique nervoso ou uma compensação (um mecanismo qualquer no cérebro que é activado quando se reunem determinadas circunstâncias) e não se pode directamente fazer uma relação com algum traço de personalidade ou simplesmente dizer que não gosto de estar parado ou algo do género porque pode não ser.

utilizei a imagem do grilo para ilustrar esta escrita por três razões:

os bichos produzem o seu som característico ao roçar uma perna na outra (nunca estão quietos com as perninhas), manifestam-se principalmente durante a noite tal como o "mal da perna irrequieta" (de manhã é muito raro ouvir grilos) e gosto dos grilos (do seu cri-cri) porque dá aquela sensação de sossego e proximidade com a natureza.

nota de infância:
quando era pequeno interrogava-me porque não lhes chamam "crilos" ou porque não fazem "gri" em vez de "cri"

 
rui duarte
12:52
quinta-feira
15 nov 2012

anos 80


encontrei esta imagem com a seguinte legenda: "passados 20 anos estas coisas todas cabem no bolso"

é tudo evolução, tecnologia e preguiça.

 
rui duarte
10:13
quinta-feira
15 nov 2012

"lobinho ou morcego?" e o cúmulo
indo logo ao assunto, o cúmulo da estupidez é ridicularizar uma coisa ridícula ao ponto do ridículo porque a coisa não é assim tão ridícula.



agora que vai estrear o último filme do twilight, começa a circular novamente a pergunta: gostas mais dos vampiros ou dos lobisomens? (do original "are you team edward or team jacob?", porque isto já vem de fora)



tenho a dizer que vi todos os filmes da saga até agora e posso afirmar que não é a pior coisa que as miúdas poderiam gostar e foi feito de maneira que gostam todas ao mesmo tempo.

já teve piada dizer que o argumento é muito mau, que os actores são péssimos e que quem vê o filme é uma pita, os pais da pita ou um atrasado mental.
estou farto de tretas e de gente da treta e esta foi a maneira que arranjei de referir um dia de manifestações como ontem mas o que vale é que hoje vai haver um temporal e, pelo menos à minha volta, não se vai falar de muitos outros assuntos.

nota televisiva:
há pessoas que gostam de ver novelas? óptimo, agora não digam mal da casa dos segredos (ou melhor, da novela da vida real) e, ainda melhor, não vejam a casa dos segredos, basta mudar para um dos outros três canais nacionais (ou serão dois?)

nota inventada:
as únicas invenções brasileiras foram uma bandeira verde e amarela numa chinela, o escorredor de arroz e a fórmula de revelação fotográfica da kodak mas já ouvi dizerem que inventaram o avião, o cavaquinho e o corridinho

nota ortográfica:
gosto da palavra cúmulo porque começa em "cú" (já agora, podem meter lá os livros técnicos em português do brasil?)

 
rui duarte
21:51
quarta-feira
14 nov 2012



podem ser inofensivas mas não gosto delas. fazem-me impressão!

 
palmira maria
 
escritas com a etiqueta "coisas pequeninas".
 
1 2 3 4 ... 10 11 12 13 14 15
 
(página...)
 
etiquetas:
escritas: 2324

rui duarte

palmira maria