escritas com a etiqueta "os ensinamentos que vos deixo".
15:17
quarta-feira
09 jan 2013

othello (ou reversi)
não sei explicar as regras assim de repente mas posso dizer que não tem nada a ver com damas ou xadrês (é muito diferente mas não deixa de ser extremamente táctico - eu acho que a estratégia perfeita é deixar que o adversário pense que está a ganhar)



ia investigar o nome em chinês (ou outra língua asiática qualquer - e eu sei que é mandarim que se diz) mas descobri que se trata de uma coisa recente, com origem no japão e chamam-lhe só othello:

"When Japanese Salesman Goro Hasegawa, 44, invented his simple board game in 1971, his father, a Shakespearean scholar, duly noted that the appeal of the game was based on a series of "dramatic reversals." Perhaps, he suggested, it should be called Othello"

também descobri que existe campeonato mundial (todos os anos desde 1977) e o campeão mundial dos homens tem 27 anos, é um barbeiro japonês e não tem vida social e, nos femininos, a campeã em título é sueca (mas eu estava à espera que fosse asiática ou então uma pessoa "especial")

 
rui duarte
12:48
sábado
05 jan 2013



 
rui duarte
12:43
sábado
05 jan 2013

o coiote e o papa-léguas
este era um dos desenhos animados que eu mais gostava quando era criança. um pequeno resumo retirado da wikipédia:

"Wile E. Coyote (also known simply as "The Coyote") and The Road Runner are a duo of cartoon characters from a series of Looney Tunes and Merrie Melodies cartoons. The characters (a coyote and Greater Roadrunner) were created by animation director Chuck Jones in 1948 for Warner Bros., while the template for their adventures was the work of writer Michael Maltese. The characters star in a long-running series of theatrical cartoon shorts (the first 16 of which were written by Maltese) and occasional made-for-television cartoons."

no início de cada episódio eram apresentados pelos seus nomes fictícios em latim, por exemplo "Acceleratii incredibus" e "Carnivorous vulgaris" (estes nomes eram inventados e variavam muito de episódio para episódio) mas houve um episódio em que utilizaram os nomes verdadeiros em latim, foi "The Whizzard of Ow", um filme curto feito logo depois da morte do criador e realizador destes desenhos animados, chuck jones.



os nomes verdadeiros são:


geococcyx californianus (papa-léguas) e canis latrans (coiote). os bonecos ficaram bastante parecidos.

nota ensinada:
a grande moral destes desenhos animados era,



a gravidade só funciona quando se olha para baixo (não é grande coisa, não passava do mesmo mas dava para rir)

 
rui duarte
16:06
domingo
30 dez 2012

pauzinhos chineses


sou o teu orgulho, não sou?



como diria o senhor miyagi, "aquele que consegue apanhar uma mosca com pauzinhos do chinês, consegue qualquer coisa"

(uma nota minha: a mosca tem que estar viva)

 
rui duarte
17:35
sábado
29 dez 2012

maneki neko


a inspiração para o amuleto da sorte japonês existe, tem rabo de coelho e a sua raça chama-se "bobtail" japonês.

um gato sem cauda é uma coisa estranha mas ouvi dizer que mia e arranha tal como todos os gatos

 
rui duarte
17:30
sábado
29 dez 2012

twiggy
para mal da humanidade, um dos ícones dos anos sessenta foi esta senhora (menina?) que tinha 1,67m, 42 kg e as medidas 82-59-82.



o seu nome verdadeiro é lesley hornby e foi lançada pelo fotógrafo nigel john davies mais conhecido por "justin de villeneuve" (aposto que era ele que escolhia as cortinas e as flores lá para casa). ela ficou conhecida por twiggy porque "twig" significa "pau fininho" na língua dos bifes.

infelizmente foi esta referência que o mundo da moda herdou e eu tenho duas teorias: a mais consistente é que já havia bichanice no mundo da moda quando os beatles eram novos (ou seja, não tem a ver com o gosto masculino, é antes uma forma de arte distorcida tal como os quadros do picasso). a outra teoria é que com modelos assim não se gasta muito tecido e os vestidos ficam mais baratos (digamos que elas podem comprar roupa na secção de criança da zara)

esperemos que esta moda seja ultrapassada (ou, como diria o grande sábio, que passe de moda)

 
rui duarte
21:59
sexta-feira
28 dez 2012

afinal existe


 
palmira maria
14:39
terça-feira
25 dez 2012

há pouco estava a pensar nisto:



 
rui duarte
11:43
domingo
23 dez 2012

desintoxicação com coentros (ou salsa?)
(retirado de uma revista científica - não me lembro o nome - e adaptado e traduzido por mim com alguma ajuda da wikipédia)



os anos passam e os nossos rins estão continuamente a filtrar o sangue, a remover sal e outros "venenos" que não queremos no nosso corpo.
com o tempo essas substâncias acumulam-se e precisam ser descarregadas dos rins e essa limpeza pode ser feita de maneira muito simples.

pega-se num raminho de coentros lavados (esta planta já era usada pelos egípcios na medicina e não como tempero, devido às suas propriedades digestivas, calmantes e, quando aplicado externamente, para alívio de dores das articulações e reumatismos e também porque tem propriedades anafrodisíacas - o contrário de afrodisíacas... para reprimir o apetite sexual)



cortam-se em pedacinhos pequenos e ferve-se em água limpa durante dez minutos, depois deixar arrefecer e filtrar para uma garrafa limpa que se põe no frigorífico.

depois é tomar um copo por dia e reparar que todo o sal e porcarias saem pelo chi-chi e diz que se nota a diferença no organismo.

uma das razões que me levam a escrever sobre este assunto é porque o artigo onde me inspirei termina a afirmar que não há dúvida que a salsa é o melhor método de limpeza dos rins.

afinal em que ficamos? coentros (coriander) ou salsa (parsley)? eis a questão...



de qualquer maneira já ouvi dizer qualquer coisa assim sobre a salsa (que tem muito maior concentração de vitamina C do que qualquer citrino) mas tenho um pressentimento e sou capaz de apostar no sumo de coentros para purificar o sangue (que é como quem diz os rins) porque tive muitos mais resultados de pesquisas na internet (incluindo muitos made in india, e os rins naquela zona devem ter muita chamuça para deitar fora - até sei que as misturas de caril levam muitas vezes coentros para facilitar a digestão)

uma nota minha:
cá por mim não gosto de coisas fervidas (chá), vou arranjar uma máquina de sumos e começar a fazer sumo de coentros com uma folhinha de menta, um pouco de sumo de limão e talvez meter gengibre ao barulho (porque ouvi dizer que dá energia e contraria o "efeito inibidor" dos coentros - ajuda à erecção - esta foi a brincar mas o gengibre é a sério), fechar o nariz e aqui vai disto.

 
rui duarte
16:21
segunda-feira
17 dez 2012

chá e torradas fazem maravilhas


 
palmira maria
21:38
domingo
09 dez 2012

bananas


há muitos estudos em torno das bananas, diz que esta é a melhor maneira de as manter frescas mais tempo (tem a ver com a oxidação e coisas que não se vê sem óculos potentes)

o método mais simples consiste em tapar os "rabinhos" das bananas com celofane para não ficar exposto ao ar.

 
rui duarte
13:12
terça-feira
04 dez 2012

William Shakespeare

‎"Enquanto houver um louco, um poeta e um amante haverá sonho, amor e fantasia. E enquanto houver sonho, amor e fantasia, haverá esperança."

 
rui duarte
06:23
quinta-feira
22 nov 2012

diospiros
"Com 64 calorias por 100 g, os dióspiros são ricos em potássio e vitamina C. Originário do Oriente, o dióspiro, também conhecido por damasco-do-japão assemelha-se a um tomate alaranjado. O mais vulgar é comer os dióspiros ao natural com o auxílio de uma colher, mas permite ainda preparação de compotas e doces"



(retirado da internet de um site qualquer que eu não apontei antes de fechar a página - porque é importante referir as fontes mas tenho sono!)

estou com saudades ("também" de diospiros! já nem me lembro se comi o ano passado mas acordei com aquela vontade inexplicável... devo estar com falta de potássio - mas eu como bananas! - ou então de vitamina C)

 
rui duarte
18:33
sábado
17 nov 2012



 
palmira maria
21:08
sexta-feira
16 nov 2012

preciso dormir mais!


sabes quando dormi mesmo muito bem?..quando estivemos juntos e nas noites em que não me doía o dente!

 
palmira maria
17:00
sexta-feira
16 nov 2012

o grilo (e a perna inquieta)
ontem, a propósito do "sleep on it", dei com estatísticas sobre o sono dos americanos: 65% das pessoas no país do tio samuel (e do macdonalds, as gordas e o k-mart) têm problemas a adormecer, 33% ressonam (fora aqueles que não fazem ideia ou não querem admitir que roncam) e 15% tem o "restless leg syndrome" e... eu fiquei intrigado.


o que é isto? será que tem a ver com a minha mania de abanar a perna quando me deito ou estou mais sossegado?... é mesmo isso, e assim descobri que tenho um distúrbio neurológico, crónico, que se transmite de pais para filhos e sem explicação imediata.

claro que estive na wikipédia e descobri que lhe chamam "doença de Willis-Ekbom" mas não é bem uma doença, mais um tique nervoso ou uma compensação (um mecanismo qualquer no cérebro que é activado quando se reunem determinadas circunstâncias) e não se pode directamente fazer uma relação com algum traço de personalidade ou simplesmente dizer que não gosto de estar parado ou algo do género porque pode não ser.

utilizei a imagem do grilo para ilustrar esta escrita por três razões:

os bichos produzem o seu som característico ao roçar uma perna na outra (nunca estão quietos com as perninhas), manifestam-se principalmente durante a noite tal como o "mal da perna irrequieta" (de manhã é muito raro ouvir grilos) e gosto dos grilos (do seu cri-cri) porque dá aquela sensação de sossego e proximidade com a natureza.

nota de infância:
quando era pequeno interrogava-me porque não lhes chamam "crilos" ou porque não fazem "gri" em vez de "cri"

 
rui duarte
04:42
sexta-feira
16 nov 2012

"sleep on it"
a ciência diz que a expressão "vai dormir e depois logo vês" (traduzido à pedrada) quando se tem um problema e não se consegue chegar a uma solução lógica aparente resulta mesmo e que quanto mais complexo é o problema melhor. isto faz muito sentido se pensarmos que o cérebro está bem mais activo durante o sono do que quando estamos despertos.


o efeito tetris também é prova do que é afirmado nesta escrita, os miolos ficam viciados no problema e não conseguem largar (já escrevi sobre o efeito tetris na página em branco, podes fazer uma pesquisa para recordar)

 
rui duarte
 
escritas com a etiqueta "os ensinamentos que vos deixo".
 
1 2 3 4 ... 11 12 13 14 15 16
 
(página...)
 
etiquetas:
escritas: 2324

rui duarte

palmira maria