escritas com a etiqueta "inspirações".
01:37
quarta-feira
01 ago 2012

the ricky gervais show


ainda agora comecei a ver e a ganhar gosto por isto e descubro que esta noite será transmitido o último programa de sempre.

tenho 3 anos disto para ver e (só por isso!) não fiquei extremamente triste com esta notícia.

nota televisiva:
o senhor gervais afirma que as últimas seis palavras do programa desta noite serão memoráveis e farão deste final de série o melhor de sempre (acho que detecto um certo tom de ironia nesta afirmação mas a ver vamos - agora estou curioso)

 
rui duarte
18:49
segunda-feira
30 jul 2012

esgrima


durante estes jogos olímpicos em londres a página inicial do google anda a exibir as várias modalidades desportivas, ontem foi a natação, no dia anterior o tiro ao alvo e hoje a esgrima.

em criança gostava de ter aprendido esgrima apesar de ser aquele desporto para mariquinhas em collants, sem grande utilidade aeróbica ou sentido prático. penso que foram muitos filmes do errol flynn (zorro, robin dos bosques e filmes de piratas)



acho que já tinha dito, este senhor é um dos meus heróis.

 
rui duarte
12:23
sexta-feira
06 jul 2012

richard feynman ("o que te importas do que os outros pensam?")
este senhor é uma das muitas pessoas que eu admiro.



não o conheço porque deu uma mãozinha à bomba atómica (e o einstein também ajudou), porque fez parte da comissão de inquérito à explosão do vai-vém espacial challenger ou porque ganhou o nóbel da física. nada disso. conheço-o porque escreveu dois livros muito engraçados que faziam parte da biblioteca da minha escola e que, apesar de não serem directamente sobre física, fizeram-me gostar ainda mais dessa disciplina porque passou a ser um tema interessante.

 

era bastante novo (12 ou 13 anos) quando li estes "o senhor feynman deve estar a brincar" e "o que te importas do que os outros pensam" e já não me lembro bem de qualquer dos livros mas sei que este senhor teve apenas uma paixão para além da física e os seus alunos adoravam as aulas de... física porque era muito bem humorado e gostava da comparação engraçada e da piada de recurso.

usar o humor para relacionar-me com o "mundo exterior" não foi um segredo desvendado. também não é novidade que o ser humano é um animal estúpido, trata-se de um processo de aprendizagem que ainda não consegui travar talvez porque continuo a importar-me.

por exemplo, ainda hoje li isto:

"Tu és um Ser humano, não és um Fazer humano e muito menos um Ter humano, portanto Sê e para Seres apenas precisas de respeitar três convicções: Sente, Entrega-te e Respira. Paz"


trata-se do gustavo santos, um senhor que escreveu mais livros que o professor feynman (não são muitos os escritores que podem orgulhar-se de ter escrito três livros... e todos fabulosos) e dá sessões de motivação (pela módica quantia de sete contos no dinheiro antigo) e eu a reflectir acerca disto... "que prova eu tenho que pagar 35 euros por uma sessão destas é uma perfeita idiotice?" e a conclusão: ter que pagar 35 euros para ter essa prova é prova suficiente.



sempre que me esqueço que este é um mundo de parvos penso que há dois tipos de pessoas, as que bebem coca-cola e as que não bebem coca-cola e dentro das que não bebem coca-cola também há as que bebem pepsi-cola. depois penso que há pelo menos um argumento para todos estes casos e acabo a pensar: "sou mesmo parvo"

nota espacial:
o vai-vém espacial norte-americano challenger já não voltou! e a desculpa apresentada pelos americanos foi um parafuso feito em portugal... talvez porque não conseguiram incriminar os comunistas mas eu sempre desconfiei das duas senhoras que iam a bordo e também do asiático (que ainda por cima foi escuteiro)

nota "ainda o senhor feynman":
morreu em 1988 com cancro e as suas últimas palavras foram "detestava ter que morrer duas vezes, é tão chato"

 
rui duarte
11:57
quinta-feira
05 jul 2012

"aprecie os seus cogumelos"
dois jovens tiveram uma ideia engraçada e, pelos vistos, rentável e estão prestes a facturar 5,4 milhões de dólares apenas no primeiro ano. consiste numa caixinha com borras de café (que iam para o lixo) onde, com duas borrifadelas de água por dia, desenvolvem-se cogumelos gourmet (a primeira colheita está pronta em apenas 10 dias!)



se carregares em cima da imagem podes ver a página na internet desta empresa e vou deixar também um vídeo dos criadores da empresa naquelas conferências de motivação:



sei lá, achei uma ideia incrível, amiga do ambiente e que tinha muito potencial porque cativa naturalmente clientes

 
rui duarte
05:50
quarta-feira
04 jul 2012

mca
encontrei esta música de uma banda chamada the black keys com o título "lonely boy". não conhecia e gostei muito mas resta dizer que é o grande sucesso destes senhores e não devem ter muitas mais coisas:



o vídeo é mesmo assim, só isto. aqui está a explicação da wikipédia:

"The promotional music video for "Lonely Boy" features actor/musician/part-time security guard Derrick T. Tuggle dancing and lip-syncing to the song in the parking lot of a motel. The video, shot in a single take, went viral and garnered more than 400,000 views on YouTube within 24 hours."

e agora... dei com esta música porque foi dedicada em concerto a um senhor que faleceu no início de maio e eu não fazia a mais pálida ideia. fiquei chocado.
é um dos meus grandes ídolos dos tempos da adolescência e ainda há dias lembrei-me dele e dos compinchas e porque aquelas almas criativas não têm produzido alguma coisa. são os beastie boys e quem morreu era o senhor adam yauch, tinha 47 anos e gostava de ser tratado por mca.



(é o da esquerda... e eu sei que tu sabes)

tinha um grande sentido de humor, era ele sob um nome falso (Nathanial Hörnblowér) que fazia os videoclips da banda e grande parte das letras. a determinada altura decidiu ser boa pessoa e defender os direitos das pessoas, pediu desculpa publicamente pelo conteúdo machista e violento no início de carreira, fez-se budista, defensor do tibete (aliás, foi ele que organizou um concerto muito famoso de apoio à libertação do tibete) e conheceu a sua mulher (tibetana) num discurso do dalai lama.

enfim, eu gostava muito dele e fez-me pena.

 
rui duarte
15:28
quinta-feira
28 jun 2012


“It seems that perfection is reached not when there is nothing left to add, but when there is nothing left to take away.”

Antoine de Saint-Exupéry, Terre des hommes, 1939

 
rui duarte
14:02
terça-feira
26 jun 2012

sucesso(?)


nota de esclarecimentos:
isto é sabido de toda a gente, e claro que toda a gente faz isto porque somos todos bonzinhos (mas não custa relembrar)

 
rui duarte
12:25
terça-feira
26 jun 2012



 
rui duarte
13:40
domingo
24 jun 2012

frases feitas e conselhos de graça


a internet está entupida com mensagens de motivação, frases originais que nunca tinham ocorrido a ninguém, com a sua dose de humor e inteligência. existem incontáveis páginas especializadas nestas coisas e vai tudo parar ao facebook.

a minha teoria acerca desta escrita criativa tem qualquer coisa a ver com os autor dos bolinhos da sorte chineses, digamos apenas que envolve uma máquina de escrever e um chimpazé.

mas existem frases dessas realmente interessantes (apesar de tão óbvias), gostei imenso desta:



não é nada que alguém ainda não saiba e eu, tal como 50% da população, identifico-me com isto (os outros 50% não tem facebook, não acede regularmente ao email ou simplesmente não tem internet ou não sabe ler)

notas literárias:
- não é bem uma máquina de escrever e não é bem um chimpazé
- as imagens de fundo, normalmente uma paisagem bonita e sossegada ou então a ilustração do sentimento em debate (por exemplo alguém abraçado às próprias pernas em sofrimento), já não são escolhidas pelo macaco

 
rui duarte
16:30
terça-feira
19 jun 2012

super homem


a imagem do super homem foi inspirada no actor douglas fairbanks enquanto que o seu alter ego, clark kent, foi baseado no actor harold lloyd


não é o super-herói que eu gosto mais mas também gosto dele porque é bonzinho, até um bocado pateta. e foi enviado do seu planeta de origem nas vésperas da sua destruição para onde?... tinha que ser para os estados unidos.

 
rui duarte
15:34
segunda-feira
11 jun 2012

robot


 
rui duarte
15:05
domingo
10 jun 2012



 
rui duarte
13:41
sábado
02 jun 2012

o centro está com este aspecto


 
rui duarte
19:23
quarta-feira
30 mai 2012

a cor azul


existe uma razão para o criador do facebook, mark zuckerberg, ter escolhido o azul... o homenzinho é daltónico e trata-se da cor que lhe parece melhor (isto é mesmo verdade)

a coincidência comercial (que pode não ter sido coincidência) é que o azul é neutro e até designado "cor transparente" porque passa despercebido ao cérebro do utilizador numa página da internet (ou qualquer outro documento) enquanto que outras cores como o vermelho desviam os nossos olhos do conteúdo (e isso quase nunca é bom) por isto esta cor é de longe a cor preferida e mais usada pelos designers e até há quem se refira a ela como o "nirvana do cérebro"

(por alguma razão a minha cor preferida)

 
rui duarte
22:43
segunda-feira
28 mai 2012

os robots são nossos amigos.




 
palmira maria
01:39
sábado
26 mai 2012

o futuro na ponta dos dedos
aparentemente o futuro nao chega pelas maos da megalomania da microsoft ou da inspirada apple e podemos dizer que foi tudo gracas a uma grande ideia de uma empresa japonesa que faz consolas de jogos.



enquanto que o kinetic desenvolvido pela microsoft para a sua xbox esta a ser comercializado para os computadores pessoais a 150 euros, este aparelho chamado leap que e feito por uma pequena empresa norte americana custara pouco mais de 50 e diz que e 200x mais preciso... e esta tudo dito.

nota de cinema
se calhar a ideia surgiu de um filme... qual foi?

nota escrita
estou no portatil antigo com um sistema operativo linux bastante rudimentar por isso este texto vai sem acentos ou pontuacao mas espero que de para perceber

 
rui duarte
15:03
segunda-feira
21 mai 2012

"tangram"


o objectivo do jogo é formar desenhos com os sete "tans"

nota criativa:
queres um desafio?...

 
rui duarte
 
escritas com a etiqueta "inspirações".
 
1 2 3 4 5 6 7 8
 
(página...)
 
etiquetas:
escritas: 2324

rui duarte

palmira maria