escritas com a etiqueta "inspirações".
18:26
segunda-feira
27 ago 2012

estava a ler uma entrevista da paula bobone, uma pessoa muito estranha e pouco realista que lá de vez em quando diz umas verdades engraçadas: "os portugueses são toscos mas aparece sempre alguém a dizer que somos gente fina" (não temos que nos comparar com os outros mas, por isso mesmo, não é verdade?...)


nesta entrevista ela diz que já tem quase 70 anos e já está a pressentir o "clique" e também falou num livro que eu não encontrei em lado nenhum (deve ter sido inventado) com o título "100 Things I Want To Buy Before I Die". gostei imenso da ideia!

tem piada ler a sabedoria privada dos outros (mesmo que tenha batido de frente contra um camião)

 
rui duarte
17:24
segunda-feira
27 ago 2012

ideias


sim, são mais ou menos dois tipos de pessoas que existem mas não estão muito bem definidos

 
rui duarte
15:31
domingo
26 ago 2012



 
rui duarte
14:24
quinta-feira
23 ago 2012

apetece-me


gostava de ir passear para estes lados mas não me apetece ir tão longe

 
rui duarte
20:29
segunda-feira
20 ago 2012

"desafio total"
pegaram num clássico de 1990 e fizeram-lhe uma recauchutagem. trocaram o austríaco por um irlandês, a loura pela morena, bonecos foleiros (que na altura pareciam muito bem) por efeitos modernos (que parecem muito melhores) mas a história é a mesma ou muito parecida e o que me chateia é que apenas passaram 22 anos.


e tem piada porque estou bastante curioso para ver o que fizeram deste filme e acho que vou gostar apesar da história não ser nada de especial, o que assenta muito bem numa superprodução de hollywood que somos treinados para querer ver e dizer que gostamos

e falando em hollywood, existe um efeito "shoot-em-up" (eu ia para dizer efeito "perfeito anormal" mas é demasiado foleiro)


este filme não tem rigorosamente história nenhuma, e bombardearam o mundo inteiro com um género de publicidade engraçado: este filme não vale nada, não tem história, apenas acção e a monica bellucci.

e realmente é o que se quer... não se vai ao cinema para pensar, isso é uma coisa que se faz na escola, não socialmente! e agora fica bem admitir isso, já não é chunga dizer que se gosta do assalto ao arranha céus, os filmes do rambo ou do sexo e a cidade e por aí adiante. acho que as pessoas perderam a vergonha porque lhes foi dito que assim é que é bom.

mais uma vez: chegou-se ao limite de originalidade e ao extremo em que as pessoas querem pagar para ver filmes e fazer coisas que não valem a pena.



ia para escrever sobre o filme "expendables 2" mas perdi a vontade e já está tudo dito.

nota titular:
"total recall" em português devia ter sido "relembrança completa" ("recuperação total da memória"?) mas dou razão porque fica pateta e/ou não parece português, chama-lhe "desafio total" e está feito

 
rui duarte
12:02
segunda-feira
20 ago 2012

terrestres
se bem me lembro, a guerra dos mundos foi escrito em 1898 pelo senhor h.g.wells e transformado num programa de rádio pelo senhor orson welles (que não é familiar do escritor) nos anos trinta


diz-se que a história teve tanto impacto porque imensa gente ao ouvir na telefonia pensou que o mundo estava mesmo a ser invadido por marcianos e aquilo começou a mexer com a imaginação do pessoal.
dali foi fácil chegar ao cinema e ser transformado em série de televisão.
mas o mundo nunca se esqueceu desta história e há pouco tempo um realizador judeu (o spielberg, que já fez um filme sobre o holocausto) fez uma grande produção com o tom cruise no papel principal e depois alguém ainda se lembrou de pegar no segundo livro da guerra dos mundos e fazer uma sequela mesmo muito má (a ver se aproveitava a embalagem do marketing)

a base das história de ficção científica que envolvem extraterrestres está toda ali... e isto tudo para dizer que não é só na música que não se faz nada de novo, este é um exemplo no cinema e literatura

 
rui duarte
02:36
quinta-feira
16 ago 2012

queijadas (da madeira)
um dos petiscos que eu mais gosto e faz parte da doçaria tradicional da madeira (e mais lado nenhum)

é sempre o bolo mais caro nas pastelarias e sempre me interroguei se será complicado de fazer, mas pelos vistos não...



Ingredientes:

Para a massa :
- 250 g de farinha de trigo;
- 250 g de manteiga;
- 2 colheres de sopa rasas de açúcar;

Para o recheio:
- 500 g de requeijão;
- 500 g de açúcar;
- 12 gemas de ovos;
- 2 claras

Confecção:
Peneira-se a farinha com o açúcar, junta-se a manteiga e amassa-se esta mistura de maneira a obter uma massa bem ligada. Se necessário juntam-se umas gotas de água, mas aconselhamos que não o faça. Deixa-se a massa descansar durante 4 ou 5 horas.
Entretanto, passa-se o requeijão por uma peneira fina; adiciona-se o açúcar e mexe-se bem. Em seguida juntam-se as gemas uma a uma, mexendo bem entre cada adição, e finalmente as claras. Bate-se tudo até o preparado ficar bem homogéneo.
Passado o tempo de repouso, estende-se a massa muito fina e corta-se aos quadrados. No centro de cada quadrado coloca-se uma colher do recheio preparado. Dobram-se as pontas da massa sobre o recheio, de modo a ficar visível o centro.
Coloca-se cada queijada sobre um quadrado de papel manteiga, que por sua vez se coloca sobre um tabuleiro. Levam-se as queijadas a cozer em forno bem quente. À saída do forno unta-se a massa com manteiga.

fica como referência para um dia em que não haja nada melhor para fazer do que esta "experiência" (oh... agora apetece-me uma queijada!)

 
rui duarte
04:48
quarta-feira
15 ago 2012

neuróbica
trata-se da ginástica dos neurónios... e isto é a sério.

ler é sem dúvida o melhor exemplo da prática desta actividade (diz até que reforça as ligações entre os neurónios), muito melhor do que jogos de memória, quebra cabeças, palavras cruzadas e coisas assim que não são tão eficazes porque não usam os nossos cinco sentidos.
e o desafio também consiste em contrariar rotinas (ou comportamentos mecânicos) obrigando o cérebro a um esforço adicional porque estas reduzem o esforço intelectual mas têm uma consequência muito má: limitam o nosso cérebro.



além de leitura diária há outros pequenos exercício que se podem por em prática sem muito esforço:

- usar o relógio no pulso contrário ao que é habitual
- escovar os dentes com a outra mão
- andar pela casa de trás para a frente (cuidado com as figuras tristes e nódoas negras)
- vestir-se de olhos fechados
- estimular o paladar comendo coisas diferentes
- ver fotos ou tentar ler de cabeça para baixo
- ver as horas por um espelho
- arranjar percursos novos (mas cuidado com os atalhos)
- trocar o rato do computador para a outra mão
- etc, etc (em suma: "resistir" ao que se faz sem pensar)

gostei mesmo deste artigo, e mais uma coisa que eu faço e não sei porquê... mas faço (eu devo ser mesmo muito esperto, ou não)

nota pensativa:
diz quem estuda os miolos que, apesar de também envelhecer, o cérebro mantém sempre a capacidade extraordinária de crescer, evoluir e mudar o padrão das suas ligações. é o nosso órgão mais fascinante (não digo o mais importante porque é relativo e o que mais existem são provas em contrário)

 
rui duarte
05:24
domingo
12 ago 2012

provavelmente seria uma boa ideia
ainda estou bem acordado e parei a pensar num possível nome de uma empresa que se dedique ao desenho e construção de página da internet, uma empresa activa, rápida e eficiente e então bateu-me uma ideia genial!


seria "netspresso" mas infelizmente já muita gente se lembrou disto. encontrei de tudo! cafés, bares, empresas que lidam com internets e até consultorias.

foi uma boa ideia mas nada original... até já estava a pensar num "patrocínio" (ou então uma acção em tribunal, o que viesse primeiro).

nota brilhante:
mas foi só uma coisa que me ocorreu, não que esteja a precisar.

nota horária:
estou mas é bem tramado porque amanhã tenho um almoço com os papás e devem sair cedo.

 
rui duarte
05:11
domingo
12 ago 2012

chega ao fim


eu não sabia a quantas isto andava mas aparentemente chegou o dia da cerimónia de encerramento destes jogos olímpicos.

nota:
se não me esquecer vou publicar os doodles do google referentes a esta "festa do desporto" (fui deixando passar mas houve bem bonitos e outros até se podiam jogar, tem que se recapitular)

 
rui duarte
00:50
domingo
12 ago 2012

eficiência suíça
eis uma boa ideia. digo eu, porque não sei o que se passa na cabeça feminina:



este acessório é para andar escondido na mala das mulheres, foi concebido para organizar o que normalmente está "ao monte" e demora a encontrar.

 

e pode-se facilmente transferir a organização entre malas, o que é óptimo (penso eu)

é um produto "made in switzerland" que eu achei muito bom mas acredito que nem toda a gente ache o mesmo porque cada cabeça é um mundo...

posso dar o exemplo do meu "ambiente de trabalho" (a mesa onde tenho as minhas coisas) que, se tudo estiver exactamente no sítio onde foi largado da última vez eu sei a sua localização e não tenho que andar à procura (mas admito que à luz de "olhos estranhos" parece um ninho de ratos)

 
rui duarte
06:42
sábado
11 ago 2012

mechelote
há também quem lhe chame "pau da poncha" ou (o vergonhoso) "caralhinho" e eu nunca tive um (tal como os óculos de sol - mas esses eu já não quero)
decidi que quero fazer o meu próprio "mechelote" e já comecei a pesquisar no fabuloso reino da internet. encontrei isto e agrada-me:



nota "fashion":
sei que não tem nada a ver e provavelmente estou a ser mau... mas por acaso não reparaste que o senhor tem uma camisa lacoste, pois não?

nota lacrimejada:
também nunca tive uma foice só para mim...

nota final:
é mesmo verdade que o youtube é um poço sem fundo de recursos, agora sempre que quero aprender alguma coisa vou lá directamente

 
rui duarte
08:05
sexta-feira
10 ago 2012

diz que...
nunca tinha pensado nisto assim, que "escrever é uma excelente maneira de falar sem ser interrompido"



li nesta imagem com os cartões de visita de uma escritora (mas não sei qual a autoria da frase)

 
rui duarte
16:03
quinta-feira
09 ago 2012

à parte do desporto


retirei isto da internet:

"As medalhas de ouro dos Jogos Olímpicos em Londres são muito mais caras do que as anteriores devido ao aumento do preço do metal precioso.
Segundo o Conselho Mundial do Ouro (World Gold Council), uma medalha em Londres custa $ 706. Em Pequim, o preço do “ouro” atingiu $ 215, em Atenas, em 2004 - $ 155, e em 2000 em Sydney - $ 80.
As medalhas dos XXX Jogos são as maiores e as mais pesadas na história dos Jogos Olímpicos, seu diâmetro é de 85 milímetros, a espessura atinge 7 mm e peso é de 400 gramas. No entanto, no total, a medalha tem somente 6 gramas de ouro, o resto é feito principalmente de prata."

e concluo daqui três coisas:

que uma medalha de ouro é caríssima! cerca de 574 euros por cada medalha a multiplicar pelos 302 pódios fica num dinheirão e não esquecer dos paraolímpicos que têm medalhas mais ranhosas (mais pequenas) mas são muitas mais (quase 500, porque várias categorias de deficiência praticam a mesma modalidade, por exemplo, são feitas corridas separadas para os cegos e para quem tem menos pernas)

tenho aqui um neurónio que me diz que isto está tudo relacionado e lembro-me bem que um anel ou par de brincos era muito mais barato há uns anos (sim, porque eu usava brincos) e acho que a culpa é da especulação das lojas que compram ouro. facto é que isto é bom para quem tem ouro guardado e acho que também para as economias mas espero que o estado português não se lembre de trocar as nossas reservas (uma das maiores do mundo) por vestidos para as mulheres dos políticos.

isto anda de certeza muita gente a meter ao bolso... as medalhas dlo ano 2000 (certamente parecidas) custavam 64 euros, ou seja, menos 500 e tal euros do que estas! e não é por serem mais bonitas, trabalhadas ou porque são mais "preciosas".
eu não consigo perceber a lógica destas coisas... a cena marada é que o preço duplicou em 2004, houve aquele saltinho para 2008 e duplicou novamente neste ano! isto é exponencial e, se for sempre assim, daqui a 4 anos custarão cerca de 1200 euros

(e mais um pormenor: existe um conselho mundial do ouro?... "wgc" assenta mesmo bem numa conspiração)



mais vale começar a fazê-las em pechisbeque
(espera... estou a ter uma ideia, será uma loja com um placard enorme onde se lê "compra-se pechisbeque" mas acho que as pessoas não vão cair nessa tão cedo porque está-lhes entranhado que pechisbeque é chunga, tal como os diamantes de vidro)

já agora, alguns exercícios:
- se cada medalha pesa 400 gramas e tem apenas 6 gramas de ouro, qual a percentagem de prata?
- se custava 64 euros em 2000 e agora custam 574, quanto aumentaram (em percentagem)?

nota olímpica:
são 19 dias de competição, 10500 atletas, 26 desportos e 205 países representados (mas só existem 191 países, como é isto?... até explicava mas não me apetece continuar a escrever, acordei há pouco e tenho fome)

 
rui duarte
13:26
sábado
04 ago 2012

ruas de verão
esta é uma iniciativa para os sábados de agosto na cidade de nova iorque. achei uma ideia espectacular e deixo um vídeo e uma breve descrição:



"Join us for the fifth annual Summer Streets! On August 4, 11 and 18 from 7 am to 1 pm, nearly seven miles of New York City´s streets will be opened up for everyone to play, run, walk and bike. From the Brooklyn Bridge to Central Park, along Park Avenue and connecting streets you can rock climb at Spring Street, receive a free bike helmet at 51st Street, soar through the air on a zip line at Foley Square or just stroll along and experience the city´s streets in a new way - all for free."

 
rui duarte
20:44
quarta-feira
01 ago 2012

design gráfico

também quero fazer coisas assim!

 
rui duarte
16:59
quarta-feira
01 ago 2012

the twilight zone
a quinta dimensão foi uma grande sensação da minha infância. a rtp madeira transmitia episódios depois do telejornal (quando já passava da hora de dormir) e alguns ao fim de semana e eu via sempre que me deixavam.



este episódio que apresento ficou entranhado na minha memória (tenho quase a certeza que já te contei a história) e de vez em quando lembro-me dele porque eu também tenho o gosto pela leitura, tal como a personagem.
mas não fazia ideia que tinha sido filmado há tanto tempo (as ondas hertzianas demoraram o seu tempo a chegar à minha casa)



intitula-se "time enough at last". tive a felicidade de encontrar na internet e por isso, depois de o rever, estou a partilhar contigo. tem apenas cerca de 20 minutos divididos em 3 vídeos e basta carregar em cada ligação para assim assistir no youtube:

primeira parte / segunda parte / terceira parte

sei que passados tantos anos isto parece uma grande seca mas faz parte da história do cinema (melhor dizendo, da televisão) e inspirou muita cabecinha (e por também fazer parte da minha "história" gostava que visses nem que seja apenas uma amostra)

nota virtual:
o youtube é uma das grandes maravilhas da internet

 
rui duarte
 
escritas com a etiqueta "inspirações".
 
1 2 3 4 5 6 7 8
 
(página...)
 
etiquetas:
escritas: 2324

rui duarte

palmira maria