escritas com a etiqueta "os meus heróis".
09:31
sexta-feira
31 ago 2012

os gatos não têm asas
falando em sporting (que ontem ganhou um joguinho contra uma equipa de coxos do norte da europa e garantiu a presença nas competições europeias) lembrei-me de gatos e de um facto aparentemente bizarro:

diz que é mais provável que um gato sobreviva a uma queda do 10º ou 12º andar do que do 2º ou 3º.


os gatos não contrariam as leis da física, antes pelo contrário, aproveitam-se delas mas têm que ter a noção de como o fazer, é importante saber para que lado fica o chão.
eles conseguem manter a calma, dão voltas à cauda para se virarem para o chão e abrem as patinhas ao máximo numa posição que é chamada "guarda-chuva" para criar resistência ao ar.
quanto mais alta for a queda, mais tempo têm para se endireitar e para "desacelerar" e depois amortecem o impacto com as patinhas, simples não é?

nota felina:
por acaso existem "gatos com asas" mas diz que é pêlo que vai crescendo e emaranhando (e abana para cima e para baixo quando o bicho corre, por isso parecem asas) ou então uma mutação que os humanos também podem ter, pele muito solta que fica ali a pender. não são asas, apenas parecem e por isso mais vale escrever que "os gatos não voam"

 
rui duarte
13:24
quarta-feira
29 ago 2012

o cão babysitter


isto surpreende muita gente: antigamente os pitbulls eram utilizados como cães de companhia por serem bastante amigos e muito protectores. ricos e pobres arranjavam um cãozinho destes para tomar conta dos seus filhos e daí a alcunha (perdida há muito tempo) de "nanny dog"

a comunicação social fez deles agressivos e temperamentais, o cão de ataque que mata outros cães e faz mal a velhos, adultos e crianças mas omitiu um simples facto: estes cães são naturalmente carinhosos, doces e sensíveis (eu não estou a gozar...)

existem testes temperamentais que determinam o "grau de tolerância" dos cães levando-os ao extremo para ver até onde aguentam e acontece que os pitbulls ficam no segundo lugar dos mais calmos e pacientes.

nota canina:
o cão mais pacífico é o golden retriever, o cão de família perfeito (e gostava de ver em que lugar ficaram os horríveis caniches...)

 
rui duarte
21:57
terça-feira
28 ago 2012

sonhos com legos
um menino de oito anos gostava imenso de brincar com legos (tal como eu) e escreveu para a empresa dinamarquesa a dizer que um dia gostava de trabalhar para eles. a empresa respondeu indicando-lhe o percurso necessário para um dia realizar o sonho.



passados 15 anos, a criança que entretanto cresceu ainda não tinha largado o seu objectivo e estava a concluir os estudos de design de produtos com uma tese sobre legos.

chama-se sam johnson e é designer na lego. ele tem o seu trabalho de sonho.

 
rui duarte
01:27
terça-feira
28 ago 2012

a minha mãe faz este som quando dorme



 
rui duarte
12:30
sábado
25 ago 2012

stephen king

"the tommyknockers" foi um livro que eu encontrei na colecção da minha irmã e li não tem muitos anos, mais um que eu não parei até chegar ao final, do meu escritor preferido.

para teres mais ou menos a pinta da história vou deixar-te o trailer da adaptação para o cinema, um filme com alguns anos:



eu gosto destas coisas, que se há-de fazer?... mas é impressionante a quantidade de livros do stephen king que tornaram-se filmes de hollywood: "shinning" realizado por stanley kubrick, "misery, o capítulo final", "the green mile" (com o tom hanks), etc, etc.

 
rui duarte
10:30
sábado
25 ago 2012

"generation um..."
mas que raio é isto?... filme estranho, fiquei deprimido apenas de ver o trailer e tem uma pontuação baixíssima no internet movie database (mas ainda só tem 20 votos por isso não quer dizer nada)



um tipo com ar de tonto a desejar parabéns (a si?) e a comer um bolinho sozinho, lembra qualquer coisa do keano reaves.

mas... fiquei com vontade de ver por causa de um padrão: sempre que dou uma oportunidade a uma coisa deste género, uma experiência marada ou brincadeira de mau gosto, não é o tempo melhor passado mas acabo por gostar e fico com a cabeça cheia de ideias.



sei que não gostas do keano reaves mas eu sim, acho que tem jeito para a coisa (mas o jeito é sempre o mesmo... a "coisa" que ele faz é sempre parecida) e tem jeito para filmes estranhos (os "mindfuck movies" que eu gosto)

por qualquer razão que não é difícil imaginar, esta vai para a rubrica "neuróbica"

 
rui duarte
06:37
terça-feira
21 ago 2012

"death becomes her"
estava aqui a ver um episódio de histórias do paranormal contadas por quem as viveu (chama-se "paranormal witness" e mete um bocado de medo mas não é o tema desta escrita) e a tentar adormecer mas não consigo porque está mesmo muito calor e nem posso abrir a janela porque entram os mosquitos!... deve ter sido por estas e outras que consegui trocar a noite pelo dia, mas enfim.

e apareceu-me, mais ou menos a propósito, um filme que eu vi no cinema há muitos anos (vinte, para ser exacto) e gostei muito.



naquela altura era um bocado impensável um actor como o bruce willis desempenhar um papel tão deslocado do que costumava fazer... e a meryl streep (que já tinha status) misturada nesta história (que devia meter medo mas acaba por ser engraçada) ao lado da goldie hawn que só fazia filmes labregos também foi surpreendente.

foi um filme que eu vi e gostei.

nota cinéfila:
a tradução do título foi "a morte assenta-vos tão bem" (desta vez não está muito mau)

 
rui duarte
20:29
segunda-feira
20 ago 2012

"desafio total"
pegaram num clássico de 1990 e fizeram-lhe uma recauchutagem. trocaram o austríaco por um irlandês, a loura pela morena, bonecos foleiros (que na altura pareciam muito bem) por efeitos modernos (que parecem muito melhores) mas a história é a mesma ou muito parecida e o que me chateia é que apenas passaram 22 anos.


e tem piada porque estou bastante curioso para ver o que fizeram deste filme e acho que vou gostar apesar da história não ser nada de especial, o que assenta muito bem numa superprodução de hollywood que somos treinados para querer ver e dizer que gostamos

e falando em hollywood, existe um efeito "shoot-em-up" (eu ia para dizer efeito "perfeito anormal" mas é demasiado foleiro)


este filme não tem rigorosamente história nenhuma, e bombardearam o mundo inteiro com um género de publicidade engraçado: este filme não vale nada, não tem história, apenas acção e a monica bellucci.

e realmente é o que se quer... não se vai ao cinema para pensar, isso é uma coisa que se faz na escola, não socialmente! e agora fica bem admitir isso, já não é chunga dizer que se gosta do assalto ao arranha céus, os filmes do rambo ou do sexo e a cidade e por aí adiante. acho que as pessoas perderam a vergonha porque lhes foi dito que assim é que é bom.

mais uma vez: chegou-se ao limite de originalidade e ao extremo em que as pessoas querem pagar para ver filmes e fazer coisas que não valem a pena.



ia para escrever sobre o filme "expendables 2" mas perdi a vontade e já está tudo dito.

nota titular:
"total recall" em português devia ter sido "relembrança completa" ("recuperação total da memória"?) mas dou razão porque fica pateta e/ou não parece português, chama-lhe "desafio total" e está feito

 
rui duarte
19:55
segunda-feira
20 ago 2012

Alex Borstein

é esta senhora que empresta a voz à personagem lois da série family guy.



e era ela que fazia o papel de ms. swan na madtv (eu adorava este programa!). esta escrita fica como referência

 
rui duarte
12:02
segunda-feira
20 ago 2012

terrestres
se bem me lembro, a guerra dos mundos foi escrito em 1898 pelo senhor h.g.wells e transformado num programa de rádio pelo senhor orson welles (que não é familiar do escritor) nos anos trinta


diz-se que a história teve tanto impacto porque imensa gente ao ouvir na telefonia pensou que o mundo estava mesmo a ser invadido por marcianos e aquilo começou a mexer com a imaginação do pessoal.
dali foi fácil chegar ao cinema e ser transformado em série de televisão.
mas o mundo nunca se esqueceu desta história e há pouco tempo um realizador judeu (o spielberg, que já fez um filme sobre o holocausto) fez uma grande produção com o tom cruise no papel principal e depois alguém ainda se lembrou de pegar no segundo livro da guerra dos mundos e fazer uma sequela mesmo muito má (a ver se aproveitava a embalagem do marketing)

a base das história de ficção científica que envolvem extraterrestres está toda ali... e isto tudo para dizer que não é só na música que não se faz nada de novo, este é um exemplo no cinema e literatura

 
rui duarte
07:34
sábado
18 ago 2012

where eagles dare (1968)
quero mesmo ver este filme mas tem que ser numa altura em que não haja rigorosamente nada para fazer e assim apreciar este "good-old-american-kill-the-nazi-movie" ("águia atrevida" é obviamente uma referência ao espírito de combate dos americanos que acordam uma manhã e decidem ganhar a segunda guerra mundial, ahah)



a loucura pelo filme surgiu depois que comecei a descobrir que quase todas as músicas de uma das minhas bandas de eleição na adolescência, the misfits, foram inspiradas em filmes ranhosos (conhecidos como "série B") e um dos seus maiores sucessos é exactamente "where eagles dare"



e está quase tudo dito, falta referir os actores clint eastwood e richard burton e dizer que deve ser uma grande seca de filme e que já perdeu o seu brilho ao longo de tantos anos, mas eu gosto deles assim.

nota hertziana:
eu acho que nunca vi este filme mas é bastante provável que o reconheça dos tempos de infância numa sessão da tarde na rtp madeira.
falando nisso, este canal regional vai passar a abrir às cinco da tarde devido a cortes no orçamento (e tenho a dizer que isto nem no tempo do salazar a mentalidade era tão rasca, eu gosto do que "é meu"... ou melhor, não é meu mas é como se fosse)

 
rui duarte
14:34
sexta-feira
17 ago 2012

a manobra do alemão


o senhor heimlich nasceu em 1920 na américa (portanto não era alemão) e a sua manobra pode dar muito jeito se alguém se engasgar.~
sempre ouvi dizer que resulta, muito ao contrário das pancadas nas costas que ainda fazem pior (está a pessoa a tossir e aparece um esperto a dar com a mão nas costas para "desengasgar"...)

 
rui duarte
06:42
sábado
11 ago 2012

mechelote
há também quem lhe chame "pau da poncha" ou (o vergonhoso) "caralhinho" e eu nunca tive um (tal como os óculos de sol - mas esses eu já não quero)
decidi que quero fazer o meu próprio "mechelote" e já comecei a pesquisar no fabuloso reino da internet. encontrei isto e agrada-me:



nota "fashion":
sei que não tem nada a ver e provavelmente estou a ser mau... mas por acaso não reparaste que o senhor tem uma camisa lacoste, pois não?

nota lacrimejada:
também nunca tive uma foice só para mim...

nota final:
é mesmo verdade que o youtube é um poço sem fundo de recursos, agora sempre que quero aprender alguma coisa vou lá directamente

 
rui duarte
15:38
sexta-feira
03 ago 2012

os livros mais lidos
a propósito da lista dos melhores livros feita por escritores eruditos da actualidade e publicada aqui há dias, perguntei o que é ser "o melhor livro" e apontei alguns títulos que merecem, talvez a outro nível, serem também os melhores.
era para ter feito logo mas só me lembrei hoje de pesquisar pelos livros mais vendidos (de sempre?) e parece que a minha ironia andou lá perto:



1. a bíblia (de nosso senhor)
2. citações do mao tse tung (o próprio)
3. livros do harry potter (j.k.rowling)
4. livros do senhor dos anéis (j.r.r. tolkien)
5. o alquimista (paulo coelho)
6. o código da vinci (dan brown)
7. crepúsculo (uma mulher qualquer)
8. e tudo o vento levou (outra mas ganhou um pullitzer)
9. "think and grow rich" (napoleon hill, não conheço)
10. o diário de anne frank (a própria, dizem "eles")

ora... em primeiro lugar tenho a dizer a respeito daquela cena da população ser basicamente constituída por idiotas que quem compra um livro não pode pertencer à classe das pessoas mais básicas. é a minha opinião independentemente do conteúdo do livro (a não ser que seja religioso ou outras patetices porque "há sempre um mas")

depois de descartada a bíblia, temos "as sagas" que é uma espécie de batota. refiro-me aos livros do harry potter que são seis diferentes, os três livros do senhor dos anéis e os livros do twilight (que também devem ser três).
okay que um livro do harry potter é um livro do harry potter mas assim conta uma pessoa que lê vários livros e não um livro que é lido por diferentes pessoas (se bem que os livros são normalmente emprestados e o método de contagem por vendas não reflecte o número real de pessoas que leram o livro)

depois os livros de "motivação" que os idiotas adoram: citações de um sanguinário louco com muito poder (o grande mao), um livro em brasileiro que eu não consigo ler até ao fim tal o nível de clichés patéticos e "como enriquecer facilmente" (ou coisa parecida) que eu nunca ouvi falar nem nunca li (e não admira porque ainda não sou rico)

chegando quase ao final temos o diário de anne frank que eu nunca cheguei a ler por três razões: nunca tive o livro, é suposto ser triste e porque não acredito que tenha sido uma miúda a escrever tal como não acredito que o tupac shakur tenha deixado tantas músicas gravadas e por lançar (não morreu ou anda outro preto a cantar por ele)

finalmente:
foi escrito por uma senhora, ganhou um prémio da literatura e foi dos mais vendidos numa época em que as pessoas compravam um livro porque vale o dinheiro... e assim temos o melhor livro de todos os tempos: "e tudo o vento levou"! que apesar de ser um dos mais famosos e bem falados de todos os tempos não constou da lista feita pelos escritores intelectuais

nota levada pelo vento:
eu tenho uma certa aversão ao livro porque temo que seja tão longo e chato quanto o filme...

 
rui duarte
01:47
quarta-feira
01 ago 2012

"skyfall"
vem aí o novo filme do james bond! (hurra...)


fui imediatamente cuscar o trailer, aqui está:



apesar de se aproximar novamente da ideia original do agente secreto, qualquer coisa me diz que eu não vou adorar e é mesmo muito pouco provável que me apeteça assistir no cinema.

 
rui duarte
01:37
quarta-feira
01 ago 2012

the ricky gervais show


ainda agora comecei a ver e a ganhar gosto por isto e descubro que esta noite será transmitido o último programa de sempre.

tenho 3 anos disto para ver e (só por isso!) não fiquei extremamente triste com esta notícia.

nota televisiva:
o senhor gervais afirma que as últimas seis palavras do programa desta noite serão memoráveis e farão deste final de série o melhor de sempre (acho que detecto um certo tom de ironia nesta afirmação mas a ver vamos - agora estou curioso)

 
rui duarte
18:49
segunda-feira
30 jul 2012

esgrima


durante estes jogos olímpicos em londres a página inicial do google anda a exibir as várias modalidades desportivas, ontem foi a natação, no dia anterior o tiro ao alvo e hoje a esgrima.

em criança gostava de ter aprendido esgrima apesar de ser aquele desporto para mariquinhas em collants, sem grande utilidade aeróbica ou sentido prático. penso que foram muitos filmes do errol flynn (zorro, robin dos bosques e filmes de piratas)



acho que já tinha dito, este senhor é um dos meus heróis.

 
rui duarte
 
escritas com a etiqueta "os meus heróis".
 
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
 
(página...)
 
etiquetas:
escritas: 2324

rui duarte

palmira maria